MENU

Coronavírus - UCI amplia suspensão do calendário até 1º de Junho

Entidade máxima do ciclismo aumenta tempo de suspensão do calendário por conta da pandemia do coronavírus

     

A UCI acaba de anunciar que o calendário 2020 do ciclismo mundial continuará suspenso ao menos até o dia 1º de junho, colocando a paralisação já dentro da segunda metade do ano. A decisão foi tomada depois de uma reunião entre a associação dos organizadores de prova (AIOCC), associação das equipes (AIGCP) e a associação dos ciclistas (CPA). Segundo a entidade máxima do ciclismo, ao menos pelos próximos dois meses, não existem condições de segurança para a realização de provas por conta da Covid-19, doença causada pelo Novo Coronavírus.

Foto 74824
    Foto: ASO/A.Broadway

Além disso, a UCI aceitou criar um grupo de trabalho para discutir temas delicados, como o pedido das equipes para reduzir o salario dos atletas enquanto o isolamento for uma realidade. A atitude já foi tomada por times como a Lotto-Soudal e a Astana - o mesmo deve acontecer com outras grandes equipes do pelotão profissional.

"Depois da reunião, dado à severidade da situação sanitária ao redor do mundo, a UCI e seus acionistas decidiram, por unanimidade, prolongar a suspensão de todas as competições profissionais de ciclismo até o da 1 de junho de 2020, até segundas informações. A UCI também decidiu que a extensão se aplicará para todas as disciplinas do ciclismo, e todas as categorias de ciclistas", afirmou a entidade em nota.

Além disso, a nota ainda explicou que, com o calendário seriamente comprometido, o foco para o restante da temporada será a realização das três grandes voltas e das monumentos, que são as provas clássicas de um dia mais importantes da temporada. Há cerca de duas semanas, a UCI já havia suspenso seu calendário oficial até o final de abril.

Segundo o jornal italiano La Gazzetta dello Sport, a UCI deve prolongar a temporada até o fim de novembro, permitindo que as provas mais importantes sejam realizadas. Antes do anúncio do prolongamento da suspensão, Renato Di Rocco, vice presidente da UCI, havia informado que 1 de julho, 15 de julho e 1 de agosto seriam as datas mais prováveis para o início do novo calendário 2020 de competições. A data, em teoria, estaria reservada para a realização do Tour de France, competição fundamental para a sobrevivência de muitas equipes.

Com isso, competições como a Vuelta e o Giro seriam jogadas para Agosto e Outubro respectivamente, com as clássicas de um dia sendo postergadas para agosto até o fim de setembro. O mundial, em teoria, deve acontecer também no fim do mês 9.

     


Comentários