home

Coronavírus - Olimpíadas de Tóquio são adiadas para 2021

Primeiro ministro japonês entrou em acordo com o COI para adiar os jogos em um ano


24 MAR, 2020     Gustavo Figueiredo    
     


Depois de fortes sinalizações que aconteceram ontem, agora é oficial. Os jogos Olímpios de Toquio, que estavam marcados para começar em junho deste ano, foram oficialmente adiados para 2021. A decisão foi tomada em uma conversa entre Shinzo Abe, primeiro ministro japonês, e Thomas Bach, presidente do COI (Comitê Olímpico Internacional). A decisão foi tomada por conta da pandemia do coronavírus COVID-19.

Foto 74751
Jaque Mourão, brasileira líder do ranking olímpico   Ney Evangelista

Além da pressão de diversos atletas pelo adiamento, alguns países como Canadá e Australia já haviam afirmado que suas delegações não participariam dos jogos. Segundo a rede de televisão japonesa NHK, Abe teria conversado com o presidente do COI ontem, às 20h no horário do Japão e, durante a reunião, ele teria expressado a vontade de realizar os jogos de forma integral. Depois, ele teria proposto adiar os jogos em cerca de um anos.

"O Presidente do COI e o primeiro ministro do Japão concluíram que os Jogos de Tóquio devem ser remarcados para uma data posterior a 2020, mas o mais tardar no verão de 2021, para proteger a saúde dos atletas, todos envolvidos nos Jogos Olímpicos e a comunidade internacional", diz o comunicado do Comitê Olímpico Internacional.

No momento, ainda não existem novas informações sobre datas e nem como a classificação dos atletas deve acontecer. No momento, os atletas que lideram o ranking olímpico nacional são Henrique Avancini e Luiz Cocuzzi, que ocuparam as duas vagas masculinas no MTB XCO, e Jaqueline Mourão, que ocuparia a única vaga feminina.

Há alguns dias, a CBC (Confederação Brasileira de Ciclismo), paralisou a realização de todas as provas federadas no Brasil, com o ranking nacional que conta como classificação para os Jogos sendo paralisado a partir do dia 16 de março. Antes dela, a UCI havia paralisado a realização de todas as competições de bicicleta em áreas afetadas pela COVID-19, com o ranking contando apenas até o dia 3 de março.


Comentários



Relacionados


Mais Notícias