home

Copa Internacional de MTB - Raiza Goulão pedala para confirmar classificação à Rio 2016


12 MAI, 2016     Gustavo Figueiredo    



A Copa Internacional de MTB, competição com o Suporte Neutro Shimano e apoio da marca japonesa, terá sua segunda etapa da temporada entre sexta-feira e domingo (13 a 15) em São João del-Rei (MG). Ao todo, 19 atletas do Shimano Sports Team de sete equipes diferentes competirão na prova, decisiva para os ciclistas com pretensões de estarem na Rio 2016. Enquanto a goiana Raiza Goulão (Specialized Racing BR) tem tudo para confirmar seu lugar na delegação brasileira, a alguns dias do encerramento do ciclo olímpico, o catarinense Ricardo Pscheidt (Trek/Shimano) tentará pontos preciosos nos rankings UCI (União Ciclística Internacional) para aproximar-se de uma vaga nos Jogos.

imagem
Raiza Goulão. Foto: Luiz Barra / Divulgação


Além de Pscheidt, a marca terá outros onze atletas competindo na super elite masculina: Guilherme Muller (LM/Sense de MTB); Frederico Mariano e Sherman Trezza (os dois da Caloi Elite Team); Luiz Cocuzzi (Lar/Shimano/Scott); Mario Antonio Veríssimo e Kennedi Lago (Isapa/Oggi/Shimano); Daniel Grossi e Guilherme Saad, (ambos Groove/Shimano/Chaoyang); Erick Bruske (Specialized Racing BR); e José Gabriel Marques (Audax/Shimano).

Entre as mulheres, mais três ciclistas estarão na super elite feminina junto com Raiza: Isabella Lacerda (LM/Sense de MTB); Sofia Subtil (Audax/Shimano); e Karen Olimpio (Isapa/Oggi/Shimano). Completam o time de atletas Shimano Mário Couto (LM/Sense de MTB), Luiz Renato Borges (Isapa/Oggi/Shimano) e Lucas Sírio (Specialized Racing BR), três dos principais favoritos na júnior masculina, e a caçula Bruna Elias (Specialized Racing BR), na júnior feminina.

imagem
Ricardo Pscheidt. Foto: Thiago Lemos / pedal.com.br


Para Pscheidt, cada ponto será decisivo no seu sonho de representar o Brasil em uma Olimpíada pela primeira vez. Após a última atualização do ranking, o catarinense aparece apenas 12 pontos atrás de seu concorrente direto, Rubinho Valeriano, representante nacional em Pequim 2008 e Londres 2012. O fluminense Henrique Avancini já está confirmado. Para o Brasil garantir dois ciclistas no Rio, precisará manter o atual 13º lugar no ranking das nações. Atualmente, apenas 17 pontos separam o Brasil (3429) da Áustria (3412).

"Uma boa prova minha, do Henrique e do Rubinho, pode ser o carimbo para essa segunda vaga brasileira, porque estamos muito próximos da Áustria", antecipa Pscheidt. "O duelo com o Rubinho está bastante acirrado. Ele é um grande atleta tanto que representou o Brasil nas duas últimas Olimpíadas. Tenho consciência que tirar 12 pontos em duas corridas será difícil, pelo alto nível do concorrente, mas para quem estava a 130 no início da temporada, continuo acreditando e lutando por esta vaga", complementa o ciclista.

imagem
Isabella Lacerda. Foto: Thiago Lemos / pedal.com.br


Já entre as mulheres, a oitava colocação seria necessária para se ter duas representantes no feminino. Com 4278 pontos e também na 13ª colocação, o Brasil está longe da oitava, a Ucrânia (4912). Assim, Raiza Goulão aparece como candidata certa à vaga, por ter no momento 417 pontos de folga para sua concorrente, Isabella Lacerda. Ambas estarão na Copa Internacional de MTB e na Copa do Mundo, na Alemanha, dias 21 e 22 de maio, provas que juntas ofertam aos campeões 320 pontos, 70 e 250, respectivamente.

"Em São João del-Rei terei uma competição muito importante, pela proximidade do encerramento do ciclo olímpico e da concretização da vaga para Rio 2016. Será um 'esquenta' para minha temporada na Europa de quase dois meses. Vou fazer o possível para tentar mais pontos nos rankings internacionais. Estou empenhada em chegar bem no domingo e conseguir um ótimo resultado, quem sabe até uma vitória", conta a campeã brasileira.


Comentários



Relacionados