home

CIMTB 2018 - Araxá - Feira de negócios será a maior da história da Copa


22 MAR, 2018     Gustavo Figueiredo    



Entre os dias 13 e 15 de abril, acontece em Araxá, Minas Gerais, a etapa de abertura da Copa Internacional Levorin de Mountain Bike (CIMTB Levorin). A etapa será uma oportunidade de acompanhar as novidades do mercado e de aproximar atletas, lojistas e fabricantes.

Foto 67041
   Bruno Senna

A área montada em um espaço com cerca de 4 mil metros no estacionamento do Tauá Grande Hotel tem como objetivo fomentar o mercado de mountain bike. As inscrições para a CIMTB Levorin estão abertas.

“Temos investido cada vez mais na feira de negócios do evento e este ano teremos a maior de todas desde quando iniciamos o evento em Araxá há 15 anos. O objetivo é fazer com que a feira seja o vetor de interação dos atletas nacionais e internacionais, equipes, treinadores e profissionais de alto rendimento com os amantes do mountain bike amadores e, principalmente, o público que ainda não descobriu a bicicleta e seu poder de transformação. Em 2004 tivemos cinco inscritos no evento e 15 anos depois podemos ver que a bicicleta faz parte da cultura e do dia a dia da cidade de Araxá” comenta Rogério Bernardes.

Quem aproveita a CIMTB Levorin também para ficar por dentro do que está rolando no mercado é o empresário local, Wanderlei Gregório. Proprietário da loja parceira Ciclo Araxá e há 35 anos no mercado, ele comentou que a CIMTB Levorin sempre foi a porta de entrada para novos produtos para ele. “Traz diversas novidades e, como as coisas evoluem muito rápido, a gente se beneficia pelo conhecimento e pela praticidade, já que acontece na cidade onde é minha loja. Foi da CIMTB Levorin que eu trouxe roupas para mais conforto para os ciclistas, óleos lubrificantes para o lava-bikes, dentre outros. Os produtos que aparecem na feira é uma oportunidade para a gente conhecer”, comentou.

Foto 67040
   Alemão Sillva

Além de Wanderlei, o empresário Edson Luciano da Silva, proprietário da loja parceira Ekip Ciclo também aproveita a CIMTB Levorin para buscar novidades. “Sempre tem alguma coisa que a gente não viu, que às vezes algum atleta está usando. Além disso, a CIMTB só faz o mountain bike crescer não só na região, como no Brasil. Estou há 18 anos no mercado e o que eu percebo é que hoje as pessoas usam a bicicleta como esporte e bem estar e estão sempre em busca de melhorar o equipamento. Ao contrário de quando eu comecei, que as pessoas utilizavam a bike como meio de transporte”, lembrou.


Comentários



Relacionados