home

Copa Brasil de Paraciclismo 2015 #1 - Resultados


14 ABR, 2015     Péricles    
     


Neste último final de semana, entre os dias 10 e 12 de abril, foi realizada a primeira etapa da Copa Brasil de Paraciclismo de Estrada - Troféu João Schwindt, na cidade de Brasília. A abertura do evento, que também é reconhecimento pela Confederação Brasileira de Ciclismo como o Campeonato Brasileiro desta disciplina, reuniu os principais nomes do esporte em dois dias de disputas.

imagem

No sábado, os atletas pedalaram na prova Contra-Relógio. Entre as várias categorias, a Handbike chamou a atenção pela grande quantidade de atletas inscritos, comprovando o desenvolvimento da modalidade. Já no domingo a disputa foi em uma prova de resistência, realizada em circuito montado no anel externo do Autódromo Internacional Nelson Piquet. O atleta da Seleção Brasileira, Lauro Chaman, que compete na categoria C5, levou a melhor nos dois dias e saiu na frente pela disputa do título nacional.

Outro grande destaque foi Jefferson Spimpolo, da categoria C3. O atleta predominou sobre os adversários e também ficou com o título nas duas provas da primeira etapa. "O circuito do Contra-Relógio era bastante duro, com muitas curvas fechadas, mas consegui terminar com o ouro. Na prova de resistência fiz o meu melhor, porque sabia que a comissão técnica estaria avaliando os atletas para a convocação do Parapanamericano, então larguei forte e fiz duas voltas no limite, abrindo uma boa vantagem dos adversários. Graças a deus consegui manter até o final e terminei com duas vitórias. Precisamos destacar também a organização do evento que foi mais uma vez muito boa. A CBC e o CPB estão de parabéns", declarou Jefferson.

Pensando em provas internacionais, Jady Martins, que compete na categoria Handbike, venceu as duas provas e deixou claro os seus objetivos da temporada: “De junho a agosto vou competir em uma etapa da Copa do Mundo, no Mundial, e no Parapan. Vai ser bem puxado, mas com meus treinos, acredito que vou me sair bem e acho que dá para ficar entre as 10 primeiras no Mundial”, planeja Jady.

No ciclismo paralímpico, os atletas são divididos em três categorias: os com dificuldade de locomoção com prejuízo em algum membro (C1 a C5), os com deficiência visual (tandem-B) e os paraplégicos que utilizam uma bicicleta especial impulsionada com as mãos (handbike – H1 a H5). Quanto maior o número, menor o grau de comprometimento.

Resultados

Ciclismo e Tandem:

resultados completos.

Handbike e Triciclo:

resultados completos.


Comentários



Relacionados