MENU

Contador divulga dados de potência de seus dias de campeão do Tour de France

Em post no instagram, Pistoleiro apresenta números de teste de FTP com relação peso potência superando 7w/kg

     

Em uma postagem em sua conta particular do Instagram, o ciclista aposentado Alberto Contador apresentou dados que potência que, segundo o atleta, representam sua forma física antes de vencer um Tour de France. Durante um teste de FTP, ele teria gerado uma média de 458 watts por 20 minutos.

Foto 68757
    Bruno Monteiro / FMA Notícias

Contador não especificou exatamente quando o teste foi realizado (ele venceu o Tour em 2007 e em 2009). Além disso, na postagem ele afirma que os dados não são 100% confirmados - indicando que eles foram feitos durante algum treino e não em um laboratório. Existem dois testes feitos pelo atleta no post, um com média de 454 watts e frequência de 187bpm e outro com 458 watts e frequência de 183bpm.

Um teste de FTP indica a potência que o atleta conseguiria sustentar ao longo de uma hora (Functional Threshold Power). Ele é feito utilizando um medidor de potência, sendo que o ciclista deve realizar um esforço de 20 minutos com a maior potência média possível - o FTP é 95% deste valor.

Utilizando o peso de 61.6kg dividido pela potência 458 watts nos 20 minutos, temos uma relação peso potência absurda de 7.4w/kg durante o teste. Isso quer dizer que, ao longo de uma hora, o Pistoleiro sustentaria assuadores 7.06w/kg em seus dias de glória.

Embora sejam situações completamente diferentes, dados de potência de Chris Froome durante seu ataque de 80km no Giro deste ano indicam 397 watts em três quilômetros no final da etapa, em um intervalo que durou 11 minutos. Durante a aceleração no Zoncolan, ele gerou 465 watts - ou 6.8w/kg para seu peso de 68kg.

Você já realizou um teste de FTP? Conte para nós como você se saiu. Nos meus melhores dias, meu FTP ficou em 220 watts com 65kg de peso - indicando parcos 3.3w/kg.

Fotos (3)

foto 0 -  Mais Fotos


Conteúdo Relacionado

Comentários

288 watts meu melhor ftp (4.7 W/Kg), em novembro 2017, com 62 de VO2max, pesando 60,5 aos 39 anos.

Nos meus tempos áureos não tinha power meter, mas no ano passado, após receber o FSA powerbox, meu melhor resultado foi 316 watts em 20 minutos (o que representaria 302 watts em 1 hora). Teste realizado no rolo de treino. Eu já estava bem pesado, com 86kg (1,79 de altura), o que daria 3,51 watts por kg em 1 hora, ou 3,67 w/kg no de 20 minutos.
No teste de pico de potência (5 segundos) conseguia 1367 watts.

Muitos podem ver tais dados, repetir testes e conseguir valores bem maiores e pensar: Nossa, então estou próximo dos profissionais...

Mas não, NÓS NÃO ESTAMOS PRÓXIMO DOS PROFISSIONAIS!!! Ainda que em um teste de 20 minutos a potência não fique assim tão distante, o aeróbico desses caras é extremamente absurdo e eles conseguem manter 80% da potência do FTP por longas e longas horas, enquanto nós, depois da segunda hora não prestamos pra mais nada...

Os profissionais correm uma etapa de 200 km e ao final da etapa, em fugas solitárias ainda conseguem replicar as potências obtidas em laboratório descansados. Já nós, amadores, após alguns poucos esforços não prestamos para mais nada.

Para quem gosta de dados: Um sprinter bruto do world tour, como um Greipel ou Kittel, consegue socar picos de potência perto dos 2000watts após fazer força por mias de 200 km, mantendo a potência bem acima dos 1000 watts por muito tempo.

Esses caras são diferenciados!!!

Li uma vez que o Idurain tinha FTP (1 hora) bem acima dos 500watts, será que era fraquinho o gigante?

Power meter é uma ferramente incrível de treino, para quem tem grana disponível vale o investimento.