home

Com novos casos de doping, Soul retira patrocínio da equipe


21 NOV, 2016     Gustavo Figueiredo    
     


Depois de três casos positivos de doping, sendo dois na semana passada e outro em Agosto envolvendo os atletas Rincon Diaz, João Marcelo ''Canibal'' e Kleber Ramos, a equipe Funvic Soul Cycles & Carrefour aguarda a decisão da UCI sobre a suspensão de sua licença Pro Continental. Porém, antes mesmo da entidade máxima do esporte dar sua sentença, o time de São José dos Campos já começa a ser desmontado - em sua página oficial do Facebook, o fabricante nacional de bicicletas Soul afirma que não mais apoiará a o time.

imagem

Nota da Soul

A Soul Cycles comunica que não é mais patrocinadora da equipe de ciclismo Club Team Vale Ciclismo após a União Ciclística Internacional ter divulgado que dois atletas da equipe fizeram uso de substância proibida para a prática do ciclismo profissional.
Lamentamos profundamente o ocorrido e esperamos que fatos como esse sirvam de exemplo para que tenhamos um esporte mais limpo e ético em todo o mundo.


Pouco depois, o empresário João Paulo Diniz também retirou seu apoio à equipe com a seguinte nota.

Infelizmente comunico que também não apoio mais a Funvic Soul Cycles & Carrefour. Dois atletas da equipe foram pegos em exames antidoping da União Ciclística Internacional e isso vai totalmente contra os meus valores. Fico muito triste e frustrado em ter que tomar essa decisão, principalmente por ser um apaixonado pelo ciclismo. Também lamento pelos outros ciclistas da equipe que nunca se doparam e são a grande maioria. Eles que serão os maiores prejudicados.

Desmonte

Segundo informa o site On Time Sports , a equipe estaria já em processo de desmontagem, tendo inclusive pedido para que os atletas devolvam os equipamentos de treino que já havia sido entregue para a próxima temporada.

O Carrefour, outro patrocinador do time e um dos principais apoiadores do Tour de France ainda não se posicionou sobre o caso, mas ao que tudo indica, dificilmente uma marca deste porte gostaria de ter seu nome associado a um escândalo de doping.

Com isso, dezenas de profissionais como motoristas, mecânicos, massagistas, diretores e atletas ficam sem saber qual será seu destino, já que nesta altura da temporada as equipes de ciclismo já estão com seus postos de trabalho preenchidos.




Comentários