MENU

Cidade do interior de São Paulo terá mais de 50km de ciclovias após finalização de novas obras

Em Lucas do Rio Verde, todos os caminhos levam a uma vida mais saudável. A meta da administração pública é construir ciclovias e ciclofaixas em toda a área urbana e garantir além da mobilidade, opções de esporte e lazer para a população.

imagem
Foto: Divulgação

Segundo o secretário municipal de Infraestrutura e Obras, Lauro Miranda, até o fim do mês de março serão construídos mais dez quilômetros de pista. A primeira fase das obras começou esta semana com a construção das ciclovias das avenidas Brasil e Das Nações.

“São avenidas importantes, principalmente porque ligam os bairros ao Paço Municipal. As ciclovias irão trazer mais segurança aos servidores que utilizam a bicicleta para ir ao trabalho e a população que busca atendimento do poder público.”

As obras estão sendo executadas pela própria Secretaria de Infraestrutura e Obras ao custo aproximado de R$ 7,50 por metro quadrado. Além das avenidas próximas ao Paço Municipal, a prefeitura está construindo ciclovias nas avenidas Ângelo Dall'Alba, Das Hortências e Cerrado.

Segundo Miranda, o projeto de incentivo ao uso seguro da bicicleta contempla ainda a construção de mais 13 quilômetros de ciclofaixas. As obras devem começar nos próximos dias e também devem ser concluídas até março.

“Com a conclusão das obras, Lucas do Rio Verde terá mais de 50 quilômetros de pistas destinadas ao uso dos ciclistas, tanto para se deslocar ao trabalho, quanto para o lazer”.

Além da garantia de novas pistas, sinalizadas e interligando todas as regiões do município, a prefeitura também tem investido, por meio de eventos, no incentivo ao uso da bicicleta, como esporte e lazer.

De acordo com o secretário municipal de Esporte e Lazer, Adão Brizolla, serão realizados este ano sete grandes eventos de ciclismo. As provas serão realizadas em parceria com os grupos de ciclistas existentes no município.

“O que a gente percebe é que desde que começamos com esse projeto de incentivo ao uso das bicicletas, o número de ciclistas individuais ou grupos aumentou muito e essas competições servem como um incentivo a mais”.

Todos os investimentos realizados pelo poder público tanto na infraestrutura, quanto na realização de eventos chamou a atenção de entidades ligadas ao ciclismo em nível estadual. “A intenção, é que o modelo implantando em Lucas do Rio Verde sirva de exemplo para outras cidades mato-grossenses”, finalizou Brizoll

Fonte: Revista Bicicleta


Conteúdo Relacionado

Comentários