home

Ciclovia Tim Maia pode ser demolida se não houver acordo entre prefeitura e construtora


21 ABR, 2017     Gustavo Figueiredo    



O Ministério Público do Rio de Janeiro pediu que a Ciclovia Tim Maia seja demolida caso a prefeitura e o consórcio Contemat / Concrejato, empresas que construíram a estrutura com custo de R$ 44, não entrem em acordo sobre quem vai pagar pelos reparos na obra que desmoronou depois de ser atingida por uma onda no dia 21 de abril do ano passado - na ocasião, duas pessoas morreram.

imagem

Recentemente, uma análise do CREA-RJ concluiu que os impactos da natureza não foram levados em conta no desenvolvimento do projeto. Além disso, a ciclovia sofre com problemas de juntas de dilatação deterioradas, rachaduras e corrosão nas vigas.

A análise foi feita a pedido da justiça que também ordenou que a ciclovia permaneça fechada. O CREA-RJ recomendou que prefeitura e a justiça esperem o resultado de uma estudo que está sendo realizado Instituto Nacional de Pesquisas Hidroviárias (INPH), e que pode demorar até dois anos para ser concluído.

A Prefeitura do Rio de Janeiro quer que o consórcio faça os reparos sem cobrar e ameaça tornar a empresa inidônea se não houver acordo. Pouco antes dos jogos olímpicos, a ciclovia foi reformada, mas nunca foi reaberta.


Comentários



Relacionados