home

Ciclistas fazem um excelente protesto em Salvador

Companhia marítima queria jogar a população contra os ciclistas


7 NOV, 2015     Guiné    



Quem já visitou a capital baiana, com certeza já avistou ou frequentou a Ilha de Itaparica. Para ter acesso ao lindo local, o principal meio de transporte é o sistema do Ferry Boat, atravessando a Baía de Todos os Santos (cerca de 45min) ou pegar estrada e dar uma tremenda volta pelo continente (cerca de 170km).

Na manhã deste sábado (07/11), um dos tradicionais grupos de bike de Salvador, Mural de Aventuras, foi desbravar as belas trilhas da Ilha com seus membros, utilizando o sistema marítimo.

Ao chegarem lá, pagaram a taxa de R$16,00 por estarem utilizando um veículo, a bicicleta. Os pedestres pagam a taxa de R$5,00. Sem paraciclos ou lugar reservado para bikes na embarcação, o grupo achou de direito (corretíssimo) em ocupar três vagas de estacionamento pelo valor total pago. Carro pequeno paga R$51,00 (final de semana).

imagem

Constrangimento e confusão

A Companhia Internacional Travessias criou constrangimento ao grupo quando, através do sistema de áudio, informou aos usuários que a embarcação estava impedida de fazer a travessia por causa da ação dos ciclistas; tentando jogar os usuários contra os ciclistas. O grupo rebateu as críticas e explicou aos motoristas e pessoas que estavam no local, conquistando o apoio de todos que estavam na embarcação.

Ainda na confusão, além de tentar colocar os passageiros contra os ciclistas, a Internacional Travessias também acionou a polícia que, ao final, não interveio.

Crítica

Além de tratar o consumidor com respeito e dignidade, a Internacional Travessias deve lembrar que o transporte público é um direito social garantido pela nossa constituição e, não uma mercadoria de má qualidade.

Parabéns ao grupo de ciclistas, que soube muito bem se defender com inteligência, da mesma forma de exigir seus direitos.


Fotos (4)

foto 0 -  foto 1 -  foto 2 -  Mais Fotos

Comentários



Relacionados