MENU

Ciclista norueguesa teria sido derrubada propositalmente por policial no Qatar

A Federação Norueguesa de ciclismo afirmou que uma de suas ciclistas foi derrubada propositalmente por um policial durante o Campeonato Mundial de Ciclismo, realizado no mês passado em Doha, no Qatar.

imagem
TV2 / Reprodução

Segundo a uma reportagem do canal TV2, a ciclista teria sido derrubada por estar vestida de forma inapropriada para uma mulher. A afirmação foi feita por Hans Falk, responsável pela Federação.

Segundo ele, o incidente aconteceu com a atleta Susanne Andersen pouco depois da prova de contra-relógio júnior. Ele ainda afirmou que foi orientado a não prestar queixa na polícia já que isso poderia impedir a ciclista, que é menor de 18 anos, de deixar o país.

"Estou convencido que foi um ato proposital de um policial que dirigiu para cima de Susanne. Não posso afirmar com certeza, mas não existem marcas de freada e ele não tomou nenhuma atitude depois", disse Hans.

"Em vez de ajudar, ele acendeu um cigarro e começou a conversar no telefone sem dar a mínima para a garota gritando no chão", completou.

Felizmente, embora a bicicleta tenha sido destruída, a ciclista sofreu apenas algumas escoriações. Segundo Hans, eles foram informados que é comum mulheres com as pernas a mostra serem atropeladas naquele país.


Relacionados

Comentários

Acho que esta mal contada. Mesmo que não tenham marcas de frenagem no chão, o relato é muito superficial. Ninguem estava filmando??? Uma prova e ninguem tinha um reles celular a postos???

Será ? A maioria deles é muito menos violenta que o Brasil. Isso aí foi caso isolado ou a história tá mal contada.

País de maioria de religião Islãmica , o negócio e passar longe ...



Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.