home

Chromag Doctahawk 29 2019 - Hardtail chega com 180mm de curso e 62 graus de caixa

Modelo chega com geometria super agressiva, com ângulos e comprimentos absurdos até para os padrões mais modernos


12 FEV, 2019     Gustavo Figueiredo     2    



Aqui no Brasil, encontrar ciclistas pedalando bicicletas hardtail não é nem um pouco fora do comum. Porém, diferente do que vemos acontecer na Europa e nos Estados Unidos, a maioria das hardtails que rodam em terras tupiniquins são bikes de XC, feitas para suspensões com 100mm de curso e geometrias mais ariscas, propícias para terrenos menos técnicos.

Foto 70957

Lá fora, a cada dia que passa a categoria das Extreme Hardtails ganha novos representantes, com geometrias cada vez mais extravagantes. Até pouco tempo, as versões mais absurdas utilizavam garfos com 150, 160mm de curso. Isso porque aumentar demais o curso dianteiro de uma bike sem suspensão traseira significa grandes mudanças na geometria em aterrizagens e frenagens, por exemplo.

Nestas situações, o ângulo da caixa aumenta a cada centímetro que a frente afunda sem que o mesmo aconteça na traseira, alterando o comportamento drasticamente e desestabilizando a bike. Com a Doctahawk 29, a Chromag tentou burlar essa regra com uma caixa super relaxada e valores absurdamente grandes de alcance.

Foto 70959

Para se ter ideia, essa aro 29 têm estratosféricos 62 graus de ângulo de caixa de direção, com tubo do selim possuindo 77 graus de inclinação e como o alcance no tamanho médio batendo na casa dos 476mm(!). Ainda no tamanho M, a bike tem apenas 415mm de chain-stay. Em comparação, uma hardtail de XC moderna tem mais ou menos 68 graus de caixa e alcances que raramente passam da casa dos 440mm.

Números assim não são encontrados nem em bikes full de Enduro e, segundo a Chromag, são os responsáveis por manter o garfo bem "relaxado" até mesmo quando a suspensão consumir seus 180mm de curso. Além de começar com 62 graus de caixa, o próprio comprimento da bike reduz o efeito de mudança no ângulo da caixa, já que o eixo traseiro fica mais longe do garfo, reduzindo os efeitos da rotação da bike.

Mais informações no site do fabricante.


Comentários

  • avatar

    Muchacho   

    Muchacho   

    Para os manos colocarem até umas 3 (três) caramonholas (Whisk, Redbull e Cerveja)! kkkk :-p
    1 mês atrás - Denunciar


  • avatar

    Marlon   

    Marlon   

    Não sei se me falta técnica, mas em todas as situações de saltos acima dos 3 metros me imaginei caindo ou despedaçando esta bike ao chegar no chão
    1 mês atrás - Denunciar




  • Relacionados