home

Caso de doping motorizado é encaminhado para Comissão Disciplinar da UCI


11 FEV, 2016     Gustavo Figueiredo    



A Comissão Disciplinar da UCI, um órgão independente que se propõe a analisar e julgar casos de quebra no regulamento da entidade máxima do ciclismo recebeu todos os documentos relativos ao primeiro caso de fraude tecnológica da história do ciclismo.

O caso aconteceu no último campeonato mundial de Cyclo-Cross, no dia 30 de Janeiro, onde a belga Van den Driessche foi flagrada com um motor escondido em sua bicicleta durante a prova da Sub-23, caso confirmado por Brian Cookson, presidente da UCI. Agora, todas as partes envolvidas terão direito de falar. A Wilier, fabricante da bicicleta, negou envolvimento com o caso e ameaçou mover uma ação contra a atleta. Todavia, ela e seu pai afirmam que a bike pertence Nico Van Muylder, um amigo da família. Caso seja condenada, a atleta corre o risco de ser banida por seis meses e pagar uma multa de 20 mil Francos Suíços.



Comentários



Relacionados