home

Campeão do Tour em 2018, Geraint Thomas diz que não vai correr Giro d’Italia

Atleta quer estar em boa forma para defender título do Grand Tour Francês. Competidor tem outras metas para 2019 como o UCI Road World Championships


10 FEV, 2019     Maritza Borges    
     


O integrante da Sky Team Geraint Thomas confirmou que não irá ao Giro d’Italia. A decisão, segundo o atleta, é para focar e estar na melhor forma possível para defender o Título do Tour de France. O atleta disse ainda que outra prioridade para 2019 é o contrarrelógio UCI Road World Championships em Yorkshire, na Inglaterra, em setembro. Thomas que teve que deixar o Giro d’Italia depois de um acidente em 2017 contou à BBC que a prioridade agora é o Grand Tour Francês. As informações são do site Cycling Weekly.

Foto 70931
   Alex Broadway / ASO

“Para mim, o Giro parece que é algo que eu preciso terminar”, explicou. "Talvez eu vá correr no próximo ano mas em 2019 tudo está voltado para o Tour. Eu não quero arriscar nenhuma chance do Tour este ano. Sendo o atual campeão e defensor do título, eu sinto que preciso dar um passo para traz para querer estar na melhor forma possível”, comentou.

Ele admitiu que o Giro d’Italia, que começa em Bologna no dia 11 de junho, é “atrativo, especialmente com três contrarrelógios, apesar de serem circuitos montanhosos”, disse.

Outra prioridade para o campeão do Tour de France de 2019 é o contrarrelógio UCI Road World Championships em Yorkshire, na Inglaterra em setembro. O percurso de 54 km começa em Northallerton e termina em Harragate. “Eu ainda tenho grandes metas e objetivos que me tiram da cama bem cedo”, disse o atleta de 32 anos.

Sky

Antes do Natal, a companhia de telecomunicações Sky disse que encerraria o patrocínio da equipe no final desta temporada. Este anuncio acarretou no possível fim da equipe que, embora haja esperanças de que ela possa continuar se um novo patrocinador for encontrado.

Thomas, junto com Froome, um dos membros fundadores da equipe em 2010, disse: "Nós só temos que nos concentrar em andar de bicicleta, mas temos toda a fé de que poderíamos encontrar outro patrocinador. Queremos que a equipe permaneça unida, estou aqui desde 2010 e somos como uma família”, comentou.


Comentários



Relacionados