MENU

Campagnolo EPS V3 - Conheça as mudanças no sistema eletrônico

A Campagnolo acaba de apresentar sua mais recente evolução na linha de transmissões eletrônicas: o EPS v3. Segundo o fabricante, a nova versão sofreu diversas melhorias, principalmente no que diz respeito ao gerenciamento de energia, unidade de alimentação e interface com o usuário.

imagem
Novo DTI fala em ANT+ e Bluetooth Smart


Com este enfoque, a Campagnolo afirma que a versão 2016 não difere muito da anterior, mantendo suas características de bom desempenho e funcionamento. Todavia, a interface DTI foi amplamente aperfeiçoada, gerando melhor integração e novas funcionalidades.

Aplicativo MyEPS

A base de funcionamento do aplicativo MyEPS (disponível gratuitamente para Android) é a caixa de interface DTI, que agora é capaz de se comunicar com tablets, smartphones ou laptops utilizando o protocolo Bluetooth Smart. Com o aplicativo, é possível diagnosticar problemas e fazer ajustes em inúmeros detalhes do grupo.

É possível, por exemplo, trocar a função dos botões de controle. Ao todo, são seis configurações diferentes, que permitem ao ciclista encontrar a opção que mais se adapte às suas necessidades. Com esta flexibilidade, da até para operar o câmbio traseiro com os botões e o dianteiro com uma alavanca convencional.

Outro detalhe interessante é o ajuste de velocidade de funcionamento dos câmbios, o que deixa as trocas mais suaves ou rápidas, dependendo do gosto do ciclista. Para completar, trocas múltiplas com apenas um toque no botão também podem ser ajustadas, configurando-se o número máximo de pinhões e o tempo de troca depois da primeira troca.

Nova Unidade DTI

Para a nova versão do EPS, a caixa de interface DTI sofreu uma grande mudança no visual, tornando-se mais aerodinâmico e ganhando uma entrada para carregador. Além disso, o furo extra no quadro não é mais necessário e a bateria ficou ainda mais esbelta. Além disso, a nova caixinha ainda pode se comunicar com seu ciclocomputador por ANT+, mostrando a marcha selecionada. Esta mudança ocorreu nos grupos Super Record, Record e Chorus de terceira geração.

imagem
Novo DTI é mais aero


Nova bateria

Outra mudança importante é a nova bateria, um componente que mal é visto pela maioria dos ciclistas. O novo modelo pode ser montado no interior do tubo do selim para ficar protegido dos elementos mesmo nos quadros mais aerodinâmicos, já que a unidade ficou ainda mais estreita.

imagem
Nova bateria é mais estreita

Fotos (3)

foto 0 -  Mais Fotos


Relacionados

Comentários



Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.