home

Brasil Ride 2019 - Confira as favoritas para a vitória no feminino

A ciclista mineira venceu todos os três títulos nacionais que disputou na temporada


1 OUT, 2019         
     


Campeã em 2016 da Brasil Ride, no primeiro ano de realização da prova no extremo Sul da Bahia, a mineira Letícia Cândido chega à décima edição da ultramaratona vivendo o grande ano de sua carreira. Após vencer todos os campeonatos nacionais que disputou na temporada - maratona (XCM), cross country olímpico (XCO) e short track (XCT) -, a mineira pode ser apontada como favorita ao título deste ano, ao lado de sua conterrânea Hercília Najara, estreante em 2019.

Com início e término em Arraial d'Ajuda, em Porto Seguro (BA), e quatro dias em Guaratinga (BA), a Brasil Ride será disputada entre 20 e 26 de outubro.

Foto 73563
Letícia (esq.) recebe cumprimento de Mario Roma   Ney Evangelista

"É significativo para mim ter conquistado três títulos nacionais no mesmo ano e isso me motiva muito. Mas a confiança em um bom resultado continua sendo os treinos diários, a preparação física e psicológica com foco na melhor performance junto com minha parceira Hercilia Najara", destaca Letícia

Apesar do favoritismo por todos os títulos conquistados na temporada, Letícia e Hercília terão um pelotão feminino forte para enfrentar na Brasil Ride. Estão confirmadas na disputa outras campeãs do passado, como Raiza Goulão, vencedora em 2015 e 2017, ao lado da experiente ciclista colombiana Angelita Parra, e Viviane Favery, dupla de Raiza em 2015, competindo com Tânia Clair Pickler. Correm por fora, a jovem revelação do MTB nacional, Karen Olimpio, em parceria com a portuguesa Ilda Pereira, e as venezuelanas Katherine Lindo e Florangela Rodriguez.

Foto 73564
Raiza Goulão em 2017   Fabio Piva

"A Hercilia irá estrear neste ano. Eu a conheci em 2018 e a admirei pela garra, técnica e boas estratégias que sabe montar para se dar bem nas pistas. Porém, só neste ano que me aproximei mais dela e dentre várias conversas, treinos juntas e discussões sobre estratégia de provas, percebi que ela era a atleta com quem gostaria de passar sete dias competindo, trocando novas experiência e buscando nosso melhor lugar no pódio. Vamos com boa sintonia, amizade e busca de evolução para o nosso MTB feminino", afirma Letícia Cândido.

União e foco em Tóquio-2020

Mais do que a excelência ao promover um evento com uma megaestrutura, a organização da ultramaratona Brasil Ride também destaca-se por ouvir os ciclistas. Assim, uma novidade marca a décima edição da prova: homens e mulheres terão premiação igual nas elites masculina e feminina. Ao todo, 86 mil reais em dinheiro serão ofertados aos ciclistas, incluindo também duplas mista e máster. Contente com a novidade, Letícia pede união, pela conquista do maior número de pontos possíveis visando Tóquio-2020 e pela evolução no esporte.

Foto 73565
Viviane Favery e Raiza Goulão em 2015   Erik Coser / Brasil Ride

"Nosso MTB feminino ainda necessita de mais união. Precisamos nos ajudar, para que todas as meninas consigam evoluir física e mentalmente. Acredito que a união faz a força e quanto mais disputas tivermos dentro das pistas, mais o nível do nosso MTB irá crescer e ganhar ascensão latino-americana, para assim sonharmos com o alto nível no cenário mundial. Minha participação, ao lado de atletas como Vivi Favery, Raiza Goulão e, talvez Jaqueline Mourão (a ciclista busca parceira para competir na prova), vai só agregar e, também, será uma boa oportunidade para nos ajudarmos e lutarmos por nossa nação, já que a Brasil Ride faz parte do calendário da UCI e podemos somar valiosos pontos no ranking olímpico", finaliza Letícia.

Décima edição Da Brasil Ride

Considerada a Giro d'Itália do MTB mundial, a ultramaratona marcada para 20 a 26 de outubro, no Extremo Sul da Bahia, oferece um forte desafio para os 570 participantes do mundo inteiro. Durante sete dias, eles têm pela frente cerca de 600 km e quase 11.000 m de altimetria acumulada, entre trilhas e estradas de terra que ligam Arraial d'Ajuda, em Porto Seguro, a Guaratinga, na Vila Brasil Ride. No último dia da competição, o sábado (26), mais 1.500 ciclistas de todo o País juntam-se às estrelas do mountain bike internacional para a disputa da Maratona dos Descobrimentos. Uma oportunidade única de pedalar e ver de perto os melhores mountain bikers do mundo.


Comentários



Relacionados