MENU

Bikes elétricas podem ser 66% mais rápidas que carros no Rio e em SP

Estudo foi feito pela TemBici com 40 mil viagens na hora do rush

Release de imprensa
Um levantamento realizado pela Tembici, líder em tecnologia para micromobilidade na América Latina, mostra a eficiência das bicicletas elétricas em comparação com os carros. Trajetos mais longos, de 9 a 10 km, por exemplo, que de carro duram em média 21 minutos, com a bicicleta elétrica foram realizados em apenas 7 minutos, uma redução de 66% no tempo.

Bicicletas elétricas da TemBici - Foto: Divulgação / TemBici
Bicicletas elétricas da TemBici - Foto: Divulgação / TemBici


O recorte considerado foi o de viagens ocorridas em horários de pico ao longo de 2023, nas duas grandes capitais. A amostra considerou 40 mil viagens e a média total de economia foi de 26% no tempo de deslocamento, considerando as capitais de São Paulo e Rio de Janeiro. Há também, um dado que mostra que os deslocamentos de bike elétrica, em 2023, são em média 42% mais longos e 33% mais rápidos, se comparados à bike comum, nas duas capitais.

Tomás Martins, CEO da Tembici, explica que esses dados reforçam a importância das bicicletas elétricas compartilhadas, como parte essencial de uma revolução no modo como as pessoas se locomovem pela cidade. Com o modal elétrico, as pessoas conseguem superar ladeiras com baixo ou nenhum esforço, além de economizar tempo, poder se exercitar e tornar os centros urbanos mais sustentáveis. Sem falar que o compartilhamento é a solução mais eficaz, cômoda e econômica para as cidades, uma vez que há melhor acessibilidade no preço, praticidade de retirada e devolução em estações fixas e o uso sem a necessidade de preocupação com a manutenção.

Publicidade


“O estudo foi realizado a partir de uma grande quantidade de viagens, mas sabemos que, se considerarmos vias altamente congestionadas e que contam com ciclovias, como as avenidas Faria Lima e Luiz Carlos Berrini, em São Paulo, e regiões como Largo do Machado e Centro, no Rio de Janeiro, essa redução pode ser ainda maior. Com isso, as bicicletas se provam como uma alternativa viável e eficiente, especialmente em trechos urbanos engarrafados, oferecendo aos usuários a oportunidade de economizar tempo e chegar de forma mais rápida a seus destinos", ressalta.

Expansão no modal elétrico

Recentemente, o bike Itaú, anunciou que aumentará em 220% sua frota de bicicletas elétricas nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, passando a ter 2 mil modais elétricos disponíveis em cada cidade até o fim de 2023. Com a expansão, as cidades tornam-se os maiores sistemas de bicicletas elétricas compartilhadas da América Latina.

Somando as duas capitais, as bicicletas elétricas já fizeram mais de 12,3 milhões de deslocamentos e economizaram mais de 2,2 mil toneladas de CO², número que equivale a mais de 15 mil árvores poupadas com a economia.


Relacionados

Comentários

Outras notícias

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.