MENU

Bélgica terá subsídio para quem for ao trabalho pedalando

Benefício tem foco em quem mora a até 5km do trabalho e prefere ir de carro

A partir de primeiro de maio, A Bélgica expandirá a cobertura de seu subsídio de bicicleta para todos os trabalhadores, anunciou o Conselho Nacional do Trabalho do país (órgão que une representantes de empregadores e empregados), depois de acordos com sindicatos locais. Até agora, cerca de 85% dos funcionários belgas tinham direito a receber o subsídio, mas graças à decisão do Conselho, os 15% restantes (de setores como bancário e do turismo) também poderão receber.

Novo subsídio agora atinge a todos os trabalhadores - foto: Pixabay
Novo subsídio agora atinge a todos os trabalhadores - foto: Pixabay


O chamado "subsídio da bicicleta" já tinha sido aumentado de 20 para 27 centavos de euro por km no primeiro dia do ano. A partir de agora, ele terá crescimento anual. Além disso, esses trabalhadores também vão poder usar os chamados "cheques ecológicos" (advindos do recebimento do subsídio) para pagar assinaturas de bicicletas ou vagas de estacionamento.

Publicidade


Essas medidas visam fomentar o uso da bike para ir e voltar do trabalho. Atualmente, 55% dos funcionários que vivem a menos de 5 km de seu trabalho ainda escolhe ir trabalhar de carro.

Mas o subsídio de bicicleta possui um limite: ele compensa apenas a rota mais curta entre casa e trabalho e é limitado a 40 km por dia, o que, no valor atual, resulta em um teto diário de €10,80 por dia.


Relacionados

Comentários

Outras notícias

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.