home

Astana vai processar Aru por transferência para UAE Team Emirates


31 OUT, 2017     Gustavo Figuereido    



Há algumas semanas, o italiano Fabio Aru anunciou sua transferência da Astana para a UAE Team Emirates, em um contrato de três anos. O ciclista tornou-se profissional em 2012 justamente no time do Cazaquistão e de lá para cá já ganhou a Vuelta em 2015 e teve dois segundos lugares no Giro, em 2014 e 2015.

Foto 65746

Porém, aparentemente a saída do atleta da Astana não foi muito amigável e, ao que tudo indica, terminará com uma disputa judicial. Segundo Alexander Vinokourov, ex-ciclista profissional e agora team manager da Astana, o italiano teria informado sobre sua transferência apenas no fim da temporada, deixando a equipe sem condições de contratar um substituto para ele.

"Nós vamos buscar algum tipo de compensação pelo dano que ele causou, nós ficamos sem um ciclista de ponta. Somos gratos por ele ter passado tantos anos na nossa equipe e é triste que ele tenha escolhido fazer as coisas assim", disse Vino em uma entrevista ao site Vesti.kz.

Segundo o site, Aru teria descumprido uma cláusula que obrigaria ele a ficar na Astana caso a proposta da equipe fosse igual a de um time concorrente. Além disso, o atleta estaria pressionado a pagar uma multa para terminar seu contrato com o time Cazaque.

"O assunto vai ficar para os advogados, ele não nos deixou escolha. Ele deveria ter dito que queria sair logo depois do Tour, nós teríamos feito um acordo amigável. Teríamos usado nosso orçamento para contratar outro ciclista como o Uran. Ainda daria tempo, mas saber disso há apenas duas semanas impossibilitou qualquer contratação, todos os ciclistas já estão contratados", explicou Vino, que agora conta apenas com Jakob Fuglsang e Miguel Angel Lopez para disputar grandes voltas.




Comentários



Relacionados