home

Armstrong diz que todos ainda se dopariam se fosse possível


7 DEZ, 2015     Gustavo Figueiredo    



Lance Armstrong parece não cansar-se de polêmicas, mesmo depois de perder todos os seus títulos do Tour de France. Desta vez, o famigerado texano reclamou da hipocrisia dentro do atual pelotão profissional e tabém da USADA (Agência Anti Doping Americana).

imagem
Lance Armstrong. Foto: Mandel Ngan / AFP / Arquivo


Para ele, a cultura e a mentalidade dos ciclistas de sua época ainda existe no esporte hoje. Além disso, ele afirma que se houvesse um equivalente não detectável do EPO atualmente, todos estariam usando.

"Eu nunca pedi para meus colegas se doparem. Isso é 100% falso. O esporte tinha essa cultura.", disse em entrevista ao jornal britânico The Times. "Nós tínhamos uma substância, o EPO, que era tão eficiente que, se houvesse um equivalente impossível de ser detectado amanhã, todos estariam tomando".

Ainda na mesma entrevista, Lance criticou a USADA de usá-lo como bode expiatório. "A USADA tinha três ou quatro mensagens para passar - o mais sofisticado programa de doping da história, a maior fraude do esporte e Armstrong forçou jovens a colocarem substâncias perigosas em seus corpos - e todas são mentiras", disse o ex-atleta.

Lance ainda afirmou que estava limpo em 2009 e 2010 e que a USADA pode facilmente provar isso. Porém, segundo ele, a entidade não toma essa atitude para não favorecer a imagem dele, o que seria ruim para a história que eles querem contar.


Comentários



Relacionados