Seção de Fotos Vazia Apesar de problemas, Avancini chega em quarto no Chile - Pedal
home

Apesar de problemas, Avancini chega em quarto no Chile

Odair Pereira chega na terceira colocação


7 OUT, 2009     Guiné    
     


No dia 4 de outubro, aconteceu em Santiago a Copa Chile, prova válida pelo ranking internacional como classe 2.

O brasileiro Henirque Avincini relata sobre sua viagem, os problemas com a inscrição momentos antes da largada e sua participação na prova:

"Cheguei no Chile na sexta-feira à tarde e logo no sábado realizei minha inscrição e fui reconhecer o circuito; que era bem duro com muitas subidas longas que mudavam a inclinação com "tops" muito íngremes.

No domingo de manhã fui procurado por um arbitro da federação chilena que dizia que eu não estava inscrito na competição e que não estava no "start list" (isso uma hora antes da largada que seria às 12:00h). Imediatamente me dirigi junto com o comissário da UCI norte americano a organização para descobrir o que estava acontecendo.

O que aconteceu foi que a organização não tinha me registrado no programa (por erro de alguém), mas que fariam no momento e eu correria sem problema, porém o comissário UCI me informou que não poderia alterar o start list que ele tinha, mas eu seria incluído como último atleta da lista, então eu seria o último atleta no grid de largada.

Ao meio dia foi dada a largada para 7 voltas mais um start loop, o que eu achei um tanto longo, mas como não tinha controlado o tempo da volta durante os treinos, imaginei que estaria dentro do tempo regulamentado pela UCI. Depois de alguns minutos de prova consegui ganhar posições e ficar na terceira posição, quando perdi o contato com os líderes e então segui na prova sozinho sempre perseguido a uma distância "segura". Na quarta volta tirei uma boa diferença em relação aos líderes e principalmente em relação ao segundo colocado, que no momento era Gonzalo Aravena.

Seguia bem na prova que começava a ficar longa demais. No meio da sexta volta, começei a sentir as pernas pesadas e segui lutando muito com meu corpo para manter o ritmo, e então surge o brasileiro Odair Pereira que se recuperou muito na parte final da prova e me alcançou no final da sexta volta. Segui com Odair e abrimos a última volta juntos, na primeira metade da volta estava suportando bem o ritmo, e já planejava onde atacaria Odair que também demonstrava um pouco de fatiga.

Mas então começei a me sentir realmente mal as pernas já não respondiam. Odair atacou e eu não tive forças para reagir. Os últimos quilômetros foram dramáticos, seguia sem reflexos e sem forças, lutando só para me manter em cima da bicicleta e cruzar a linha de chegada. Terminei a prova na quarta posição, totalmente sem forças. O meu tempo de prova foi de 2h e 32 min. Tempo totalmente excedente ao que prevê o regulamento da UCI. Porém consegui somar preciosos pontos UCI que são importantes para mim e para o Brasil em relação aos próximos Jogos Olimpicos, já que ao contrário do que muitos pensam, a pontuação já está contando desde o ano passado e vai até 2011.

Analisando minhas condições pré-prova, e como a prova foi muito longa, fiquei satisfeito com o resultado e espero obter um resultado melhor na próxima etapa que acontece no dia 11 de outubro em Concepcion."

:: Os cinco primeiros foram:

1- Gonzalo Aravena
2- Cristobal Silva
3- Odair Pereira
4- Henrique Avancini
5- Klaus Plauz


Comentários



Relacionados