MENU

Primeiro semestre de 2023 registra queda de 22% na produção de bicicletas

Abraciclo ainda revisou para baixo produção de bikes em 2023

Release de imprensa
As fabricantes instaladas no PIM (Polo Industrial de Manaus) produziram 260.765 bicicletas no primeiro semestre. De acordo com levantamento da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – Abraciclo, volume é 22,3% inferior às 335.744 unidades produzidas no mesmo período do ano passado.

Previsão é de que sejam produzidas 15% menos bikes do que em 2022
Previsão é de que sejam produzidas 15% menos bikes do que em 2022


Em junho, foram fabricadas 41.687 bicicletas. O volume é 13,5% inferior na comparação com o mesmo mês do ano passado (48.210 unidades) e 6,8% menor em relação a maio (44.713 bicicletas).
Foto 82816


A indústria de bicicletas segue em seu esforço para atender ao novo perfil do consumidor, que hoje dá preferência a modelos com maior valor agregado, e que exigiu uma série de readequações no planejamento das cadeias logística e de produção. Antes, as bicicletas mais procuradas eram as de entrada.

Além disso, o primeiro semestre de 2023 manteve a tendência do último semestre de 2022, com o varejo e a indústria apresentando altos estoques.

Publicidade


Diante desse cenário, a Abraciclo revisou para baixo a projeção de produção para este ano. A nova estimativa é produzir 510 mil bicicletas em 2023, declínio de 14,9% na comparação com o ano passado, quando 599.044 unidades saíram das linhas de montagem do Polo de Manaus.

Apesar da produção seguir em ritmo abaixo do esperado, as associadas da Abraciclo mantêm seus investimentos e planos de inovações visando 2024.

Produção por categoria

A Moutain Bike (MTB) foi a categoria mais produzida no primeiro semestre, com 161.499 unidades e 61,9% do total fabricado. Em segundo lugar, ficou a Urbana/Lazer (62.815 bicicletas e 24,1% da produção), seguida pela Infantojuvenil (24.001 unidades e 9,2%).

As posições foram mantidas no ranking mensal: MTB (27.720 bicicletas e 66,5% da produção), Urbana/Lazer (6.599 unidades e 15,8%) e Infantojuvenil (5.516 bicicletas e 13,2%).

Confira a produção alcançada em junho e os comparativos com o mês e ano anteriores:

Foto 82817


Distribuição por região

De janeiro a junho, a região que mais recebeu bicicletas produzidas no Polo de Manaus foi a Sudeste, com 149.228 unidades, o que corresponde a 57,2% do total fabricado. Em segundo lugar ficou o Sul, que recebeu 49.033 bicicletas (18,8% da produção). Na sequência, vieram Nordeste (28.237 bicicletas e 10,8% do volume fabricado), Centro-Oeste (19.758 unidades e 7,6%) e Norte (14.509 bicicletas e 5,6%).

A região Sudeste manteve a liderança no ranking mensal. Foram recebidas 24.354 unidades (58,4% da produção). O Sul ocupou a segunda posição, com 6.905 bicicletas e 16,6% do total fabricado. Em seguida, vieram o Nordeste (5.824 unidades e 14,0% do volume produzido), Centro-Oeste (3.351 bicicletas e 8,0%) e Norte (1.253 e 3,0%).

Publicidade



Exportações

Foto 82818

No primeiro semestre, foram exportadas 6.504 bicicletas, retração de 38,8% na comparação com o mesmo período do ano passado (10.633 unidades).

Segundo dados do portal Comex Stat, que apura os embarques totais de cada mês, analisados pela Abraciclo, o principal destino foi o Paraguai, que recebeu 3.387 bicicletas (52,1% do volume exportado). Em segundo lugar, ficou a Bolívia (1.468 unidades e 22,6% das exportações), seguida pelo Uruguai (794 bicicletas e 12,2%).

Em junho, os embarques totalizaram 1.818 unidades, o que corresponde a uma queda de 31,6% na comparação com o mesmo mês do ano passado (2.658 bicicletas). Em relação a maio, que teve 740 unidades exportadas, houve crescimento de 145,7%.

Ainda de acordo com levantamento do portal Comex Stat, analisados pela Abraciclo, os dois principais mercados foram o Paraguai (1.694 bicicletas e 93,2% do volume exportado) e Portugal (124 unidades e 6,8%).


Relacionados

Comentários

Outras notícias

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.