logo_pedal
| + | HOME | ARTIGOS | BIKES | COMUNIDADE | CLASSIFICADOS | FÓRUM | FOTOS | VÍDEOS | NOTÍCIAS | TRILHAS | SERVIÇOS | CONTATO | + |

Fórum Início Fórum Início > Fóruns Novos - Outras Categorias > Cicloturismo e Touring - Viagens de bicicleta
  Tópicos recentes Tópicos recentes RSS Feed - Piracicaba ==> Analândia - Relato/Fotos/Vídeo
   [REGRAS]    Ajuda Ajuda  Procurar no fórum   Registrar Registrar  Entrar Entrar

Piracicaba ==> Analândia - Relato/Fotos/Vídeo

 Responder Responder
Autor
Mensagem
  Tópico Procurar Tópico Procurar  Opções do Tópico Opções do Tópico
Waldson Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 19 Abr 2008
São Paulo - SP
Desconectado
Pontos: 4215
Mensagens:3898
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Waldson Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Tópico: Piracicaba ==> Analândia - Relato/Fotos/Vídeo
    Enviado: 27 Dez 2009 as 22:46
Olás, meus amigos e amigas pedaleiros(as).

Espero que tenham tido um ótimo Natal.

Nesta semana de Natal, como fiz o ano passado, resolvi dar uma pedalada mais longa, saindo de Piracicaba-SP com destino á cidade de Analândia-SP.
Analândia é conhecida por suas cachoeiras, pelo turismo, pois oferece cavalgadas, trilhas e escaladas aos Morros do Cuscuzeiro e Camelo.
Soube dessa cidade o ano passado, quando fiz um ciclopasseio até Brotas e desde então alimentava o desejo de pedalar até lá, ficando próximo e tirando fotos dos Morros famosos.

Saí na manhã do dia 22 pretendendo retornar pelo mesmo caminho no dia 23. A estimativa dizia que eu pedalaria em torno de 90 Km ida e 90 Km volta. Como eu acabara de montar um bike híbrida o ciclopasseio também teria a finalidade de testar a bike, carregada com alforjes, barraca, saco de dormir e toda a tralha que os cicloturistas que acampam são obrigados a carregar.
Para acampar eu escolhera o Camping da Cachoeira do Escorrega, pois ficava bem próximo aos morros citados e tinha um quê de acampamento selvagem, dada a sua distãncia da cidade: 6 Km.
No meu projeto sairia de Piracicaba pela SP-127 (Rod. Cornélio Pires) até Rio Claro, pegaria a SP-310 (Rod. Washington Luiz) até o trevo da SP-225 (Rod. Deputado Rogê Ferreira), próximo a Itirapina, atingindo assim o meu objetivo: Analândia e seus gloriosos morros. Sabia por alto e por informações do pessoal do Pedal das dificuldades que encontraria nesta última rodovia sem acostamento. Mas... eu estava determinado a atingir o meu objetivo e nada tão simples com a falta de um "mero acostamento" me deteria!


Dia anterior ao passeio: Bike pronta para pegar a estrada...





O celular me despertou ás 5 horas de uma manhã agradabilíssima, fresca, convidativa ao pedal...



Lá fomos nós (Deus e eu). Rapidamente atravessei a cidade de Piracicaba e cheguei ao início da rodovia, SP-127.







Essa rodovia possui um ótimo acostamento, um verdadeiro tapete. Ótimo para quem mora na região e deseja pedalar, pois não possuí muitas saídas ou entradas rápidas, muito perigosas.





Logo após ter pedalado uns 15 Km a placa já me avisava da distância que me separava da Washington Luiz.



Primeira parada para ir ao banheiro. Escritório da Concessionária, um ótimo atendimento; banheiros limpos e arejados.



Aqui o dedão sinalizando negativo pois eu fizera uma triste constatação: Documentos e dinheiro foram esquecidos em casa.


E agora? Abortar o passeio, deixar para outra ocasião? Olhei para o relógio: quase oito horas da manhã. Lembrei-me da "assistência ao ciclista esquecido e desamparado", afinal eu não esquecera o celular. Ninguém menos do que a digníssima Patrôa! Tirei-a da cama, coitada! Celular na mão, expliquei o que acontecera e dei as coordenadas para que ela chegasse ao local. Tive que voltar alguns poucos quilometros para que o carro pudesse retornar sem pagar o pedágio.

Resolvido o problema, meu companheiro de todas as viagens apareceu contente, pedalando ao meu lado: O Sombra!



O Posto se chama Pira-Rio. É bem precário, mas a lanchonete oferece algum suporte: cafezinho quente e garrafas de água gelada, por exemplo. Wink



Chegando ao trevo para Rod. Washington Luiz em Rio Claro...







Paisagens calmas á esquerda e á direita...





Parada para comer uma pera e tomar água fresquinha. O sól está rachando mamonas!





Aqui começa uma  longa serra e uma nova e triste descoberta: Dores nas mãos, nos braços e no pescoço. Não dava nem 70 Km pedalados mas eu já estava seguro que não fora feito para esse tipo de guidão. A partir desta subida, o passeio todo eu sonhei com a minha MTB de guidão flat com manoplas de gel, muito confortável. Sofro de artrose na coluna e por várias vezes nos últimos tempos tenho visitado os pronto-socorros para tomar injeção para a dor. Embora estivesse com receio de não aguentar a viagem, olhei para o ciclocomputador e pensei: Só faltam uns 20 Km, dá para aguentar. Tinha comigo comprimidos para a dor, pois carrego a minha mini-farmácia. Wink Continuei, apesar da dor...



Céu de brigadeiro e calor quase insuportável! Molhava o pano e fazia com ele uma espécie de proteção ao rosto, pescoço e cabeça.





Paisagens que amenizam a dor e trazem algum conforto ao passeio...






Parece que estou chegando... Observem o "acostamento" que irei pegar ao lado da placa...



Gente, nunca havia pedalado por uma estrada tão perigosa! Não tem acostamento e o tráfego intenso de caminhões e carretas impede qualquer tentativa de pedalar na rodovia. Pedalar na rodovia seria um verdadeiro suicídio! Dead
Há alguns trechos, vistos nas fotos seguintes, que até dá para pedalar no que se parece com um acostamento, mas na maioria da estrada, tanto mão quanto contra-mão é pedalar pelo meio do mato, capim, buracos, etc.






Paisagens...





Ôpa! Parece que cheguei!!! Graças a Deus! Dói tudo: pescoço, mãos, ombros. Fiquei revoltado, pois nunca imaginei que iria ter que empurrar uma bike não por cansaço, mas por dores provocadas por um guidão errado. Várias vezes tive que descer da bike e empurrar um pouco para passar um pouco as dores que sentia. Embarrassed



Ah, não acredito!!! Bike errada na hora errada, no lugar errado!!! AREIÃO!!!! 6 kM DE PURO AREIÃO!!!




Os pneus enterravam-se na areia como minhocas e se recusavam a sair. Até empurrar era muito difícil. A tarde já ia caindo... e assim fui empurrando a bike pesada, enfiada na areia 6 kms adiante.

Mas... de repente lá estavam eles! Eu estava cansado, com dores, mas alcançara o meu objetivo! Ali, diante de mim, imponentes, Morros do Cuscuzeiro e Camelo! Clap
Um ano de sonhos e apenas 102 Km pedalados e "empurrados"!

Ninguém descreve com precisão essa sensação de vitória e prazer. Big smile



Corri montar a minha "casa de Nylon" debaixo do jirau de bambus e apreciar a vista maravilhosa!



A vista da minha casa...





O Camping realmente é bem rústico, embora possua dois espaços para banhos quentes até ás 22 horas, três banheiros, lavatórios, tudo muito limpo e arejado. O ideal para chegar até lá é com
MTB, usando pneus largos, próprios para areia.
Eu estava com uma fome de leão! Após um banho frio e relaxante e após esperar o Seu Pedro chegar da cidade, comi um X-Salada do tamanho de um prato! Nunca tinha visto pão tão grande! O Seu Pedro é gente finíssima e ficamos batento papo até ás 22 horas, quando então fui dormir. A noite estava linda, com um céu limpo e estrelado.
Acertei o preço da estadia: R$ 20,00 com direito ao café da manhã, composto de uma xícara grande de café com leite e um paozinho francês com mussarela e apresuntado. Apenas o horário não era o melhor para mim: o café é servido das 9 ás 10 da manhã.

O dia amanheceu lindo! Aproveitei a manhã para dar umas voltas e molhar os pés nas águas geladas. Uma bela manhã tendo como fundo o Cuscuzeiro envolto na neblina.












Seo Pedro, sabendo da minha dificuldade para chegar ao Camping na tarde/noite anterior, me ofereceu uma carona até perto da rodovia, para evitar os 6 Km de AREIÃO implacável. Lógico que eu aceitei. Jogamos a bike e biker em cima da Toyota e rumamos para a antiga estação. Dali eu pegaria uma estradinha que pedalados apenas 1 Km já me deixaria na rodovia. A Toyota. Seo Pedro não quis sair na foto.



A antiga estação de Annapolis, nome anterior á atual Analãndia...








Bom, após tomar alguns comprimidos para dor, encarei de volta a arriscada pedalada pelo pseudo-acostamento, em direção á Itirapina, pois eu resolvera mudar o trajeto de volta. A bike estava com vários raios soltos, principalmente na roda traseira e dava alguns estalos medonhos. Infelizmente eu não levara uma chave de raios. Os raios soltos provocaram o empenamento das rodas - mais a traseira por causa do peso - então a bike jogava e pulava como um cavalo no trote.
Fui devagar, parando ou empurrando de vez em quando para aguentar as dores provocadas pelo guidão e não judiar muito da bike. Afinal, não se sabia quem estava pior, se a bike ou o biker, hehehe! LOL

Resolvi fazer o seguinte caminho: Seguir direto por Itirapina, entrar no Trevo Itaqueri/São Pedro e de lá ir direto para Charqueada, onde pousaria na casa de parentes. Pensei que fosse mais perto, mas depois percebi que a distância percorrida na volta fora quase a mesma da ida. Ouch

Indo no sentido Itirapina...






Entrei em Itirapina apenas para comprar água. Fiquei com pena da cidade que tem como "portal" uma Penitenciária de segurança máxima.Shocked Não tirei fotos, lógico!!!



Sól quentíssimo, bike rebolando e estalando, entrei no trevo de Itaqueri, sentido São Pedro. Seriam 38 Km debaixo de um sól escaldante até São Pedro.

Na estradinha parecia só existir eu....





E as vacas, hehehe....






Em Itaqueri, um lugarejo pequenino, bati palmas em uma casa e pedi água, pois a minha acabara e não havia onde comprar. Um menino gorduchinho e sorridente, vestindo uma camisa do corinthians, veio me atender no portão, pegou minhas duas caramanholas e gritou para a mamãe dele: "Põe água gelada, mãe!". Quando eu disse que estava seguindo em direção a São Pedro ele olhou para a bike, arregalou os olhos e disse "São Pedro!... É muito longe!" Agradeci sorrindo e ele me desejou uma boa viagem. Bom garoto!

Sítio com nome sugestivo para alguns...




Bom gente, parece que terei que parar e guardar a máquina fotográfica. Ainda falta muito chão até São Pedro e depois mais 18 Km até Charqueada, mas vem vindo uma tempestade grande atrás de mim. Vou guardar tudo e cobrir os alforjes.



Tempos depois, refrescado pela chuva que caía e com vento a favor, cheguei a uma lanchonete (venda) que eu já conhecia, há uns 15 Km de São Pedro para o "almoço". Parei por uns 40 minutos e segui adiante. Na serra de São Pedro outro infortúnio: Parece que entrou uma pedra entre a sapatilha do freio e o aro da frente e o barulho de algo esmerilando foi horrível. Cavacos de alumínio entraram na borracha da sapatilha e o pobre biker teve de descer um serrão daqueles empurrando. Cry Fiz o resto da viagem quase sem usar o freio dianteiro. No dia seguinte limpei as limalhas de alumínio que ainda permaneciam na sapatilha. Ficou um canal no aro, nem sei se irei perdê-lo. Depois irei avaliar o estrago.

Oito horas da noite, já de lanternas traseira e dianteira ligadas, deixei a rodovia dentro da cidade de Charqueada.
Um bom banho, um farto prato de comida, uma bela cama me conduziram de boa ao final do passeio e ao dia seguinte. Big smile

Foi um passeio gostoso, embora se eu fosse refazê-lo, não o faria exatamente com a mesma bike.
Vou mudar algumas coisas na Touring para que ela se adapte a mim e não eu a ela. Guidão Drop = Descartado definitivamente!
No mais a bike foi bem, precisando apenas de alguns ajustes.

Km pedalados: 1o dia 102,00 e 2o dia 94,80. Total: 196,80
Vel. Máxima: 59 Km/h
Vel. Média: 12,4 Km/h

Agradeço a Deus por me permitir mais esse passeio e poder compartilhá-lo com vocês.


Um Feliz 2010, repleto de realizações a todos!!!


Segue um vídeo (meia boca, pois sou mais do que amador!) do Camping.

http://www.youtube.com/watch?v=MGPvRTADn_E





Editado por Waldson - 31 Dez 2009 as 17:19
Waldson (Antigão cicloturista)
Nanika = Dobrável Soul D60
http://pneunaestrada.blogspot.com/
Voltar para o topo
Jassa Ver Drop Down
Avatar
Bloqueado

Registrado: 05 Mai 2006
Limeira SP
Desconectado
Pontos: 4037
Mensagens:3974
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Jassa Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 27 Dez 2009 as 23:27
 
   Blz Waldson !
 
    Eu já fiz esta viagem 02 vezes, só que de Limeira a Analândia, uma delas eu tenho toda gravada em vídeo, feita em 1996.
 
    O nosso destino sempre era o morro do Cuscuzeiro tambem, a única diferença é que fazía-mos ida e volta no mesmo dia e dava 190 km tambem.
 
    A saída era as 4:00h da manhã e só chegava em casa escurecendo, lá pelas 7:00h da noite. Naquela época eu estava com outro pique, hoje este tipo de façanha tá mais difícil, ainda porque, metade do caminho era por trilha.
 
    Preciso criar vergonha na cara e editar em dvd esta viagem e postar aqui no site. Embarrassed
 
 
 
 
Voltar para o topo
osmartjr Ver Drop Down


Registrado: 12 Jul 2009
Desconectado
Pontos: 109
Mensagens:99
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de osmartjr Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 27 Dez 2009 as 23:33
poxa Waldson, descer a serra de São Pedro empurrando é uma maldade!
já empurrei na subida, foi uma tortura, um baita sol e um monte de carros!

aprendi mais uma lição: nada de percurso longo sem testar a bike nova!

parabéns por mais esse relato incrível.
Osmar
Voltar para o topo
Carlos sp Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 18 Jun 2008
São Paulo/SP
Desconectado
Pontos: 2880
Mensagens:2584
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Carlos sp Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 28 Dez 2009 as 12:13
Beleza, WaldsonSmile
Uma dica,todas as fotos que aparecer placas de carros,tel,etc, EDITE!
Use algum efeito (no Photo Filtre,Photoshop,etc)para "mascarar"a identificação.
Evitando "contratempos"com direitos de imagens.
 
Abs
Carlos sp 
Voltar para o topo
Alessandro_sp Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 20 Out 2005
Itu - SP
Desconectado
Pontos: 9722
Mensagens:8959
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Alessandro_sp Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 28 Dez 2009 as 13:13
Puxa, quanto contratempo!

Bom, voltou inteiro e mais sábio. O guidão realmente causa dores nas costas a alguns, ou pescoço a outros (meu caso). Mas isso só após horas de pedal e usando muito o drop, pela posição forçada para poder olhar adiante.

Somente a largura não resolve todos os problemas.

Uma dica que te dou, antes de descartar o guidão de speed, tente pedalar segurando com as mãos na parte reta (como se fosse um flat). Isso porque você colocando um flat não vai mudar nada nesse aspecto (a distância será a mesma), apenas vai tirar algumas opções de pegada (laterais e drops).

Se você perceber que mesmo pegando na parte reta (e portanto com as costas mais eretas) a dor permanece, é muito provável que o tamanho da bike (comprimento) seja exagerado para você.

Calma que nem tudo estará perdido. Você poderá tentar jogar com a distância do selim (avançando um pouco), e com a angulação e comprimento da mesa (encurtando e subindo um pouco). Eu tentaria fazer isso tudo usando o guidão de speed, e tomando como referência as medidas da bike antiga (mede do bico do selim até o guidão, em linha reta, pra ter idéia, e aproveitando tente medir também a diferença de altura entre o topo do selim e o guidão, nas duas bikes).

Sobre as rodas, é normal após enraiamento ou ajuste recente você ter estralos por alguns quilômetros. Principalmente quando pedala em pé e "ginga" com a bike pros lados. Mas se persistir é sinal de que algo está errado, e se entortar é certeza . Em alguns casos é necessário um ajuste fino após o enraiamento, principalmente no caso de sobrecargas de peso.

Agora, o lance da pedrinha na sapata de freio é muito esquisito. Isso eu nunca ouvi falar. MAS, já me aconteceu de usar uma sapata tão vagabunda que tinha limalhas de metal dentro dela, e só fui perceber tirando a roda pra manutenção, o que me permitiu olhar direito a face onde há atrito. Verifique isso, porque não é normal nem "saudável" para a bike.

Ao menos o câmbio funcionou bem?

Voltar para o topo
Waldson Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 19 Abr 2008
São Paulo - SP
Desconectado
Pontos: 4215
Mensagens:3898
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Waldson Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 28 Dez 2009 as 13:14
Originalmente Postado por Jassa Jassa Escreveu:

 
   Blz Waldson !
 
    Eu já fiz esta viagem 02 vezes, só que de Limeira a Analândia, uma delas eu tenho toda gravada em vídeo, feita em 1996.
 
    O nosso destino sempre era o morro do Cuscuzeiro tambem, a única diferença é que fazía-mos ida e volta no mesmo dia e dava 190 km tambem.
 
    A saída era as 4:00h da manhã e só chegava em casa escurecendo, lá pelas 7:00h da noite. Naquela época eu estava com outro pique, hoje este tipo de façanha tá mais difícil, ainda porque, metade do caminho era por trilha.
 
    Preciso criar vergonha na cara e editar em dvd esta viagem e postar aqui no site. Embarrassed
 


Legal, Jassa!
Lembrei bastante de você, nessa viagem principalmente. Li as suas considerações num tópico onde você dizia que quadros de cromoly e outras tecnologias do passado eram meros saudosismos. Eu já estava propenso a concordar com você, embora tardiamente talvez, mas no meio da viagem quando pensei na facilidade de um rapid-fire, freios v-brake ou a disco, acabei por concordar plenamente. A última vez que eu andei de guidão drop com trocadores de atrito foi na década de 60, quando essas bikes eram comumente chamadas de "bicicletas de corrida". Agora, já beirando os 60, entendi que tem coisas que a gente não pode abrir mão. Gostei do quadro, mas não vou manter o guidão e trocadores. Consequentemente o freio talvez mude para v-brake.

Encontrei por lá um casal que vinha de Descalvado com MTBs, por trilhas também. Disseram que a paisagem é maravilhosa.

Espero voltar para lá, mas de MTB, talvez cortando por Corumbataí. O local é lindo e transmite muita paz. Gostei.

Quando puder, poste a viagem para a gente se deliciar.

Abraços.

Waldson

Waldson (Antigão cicloturista)
Nanika = Dobrável Soul D60
http://pneunaestrada.blogspot.com/
Voltar para o topo
Waldson Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 19 Abr 2008
São Paulo - SP
Desconectado
Pontos: 4215
Mensagens:3898
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Waldson Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 28 Dez 2009 as 13:23
Originalmente Postado por osmartjr osmartjr Escreveu:

poxa Waldson, descer a serra de São Pedro empurrando é uma maldade!
já empurrei na subida, foi uma tortura, um baita sol e um monte de carros!

aprendi mais uma lição: nada de percurso longo sem testar a bike nova!

parabéns por mais esse relato incrível.
Osmar


Obrigado, Osmar.
Realmente descer aquela serra deliciosa segurando a bike pelo guidão, apertando o freio traseiro foi triste. Só no finalzinho que pulei em cima da bike e fui embora. Big smile
Realmente deveria ter testado a bike num percurso mais curto, embora o que pegou mesmo foi a minha falta de adaptação ao guidão. A bike em si, salvo pequenos ajustes, se comportou até muito bem, principalmente considerando os últimos 15 Km para chegar em Analândia, onde pedalei por cima de canas, galhos secos, buracos, capim, etc. Wink

Abraços.

Waldson

Waldson (Antigão cicloturista)
Nanika = Dobrável Soul D60
http://pneunaestrada.blogspot.com/
Voltar para o topo
Waldson Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 19 Abr 2008
São Paulo - SP
Desconectado
Pontos: 4215
Mensagens:3898
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Waldson Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 28 Dez 2009 as 13:25
Originalmente Postado por Carlos sp Carlos sp Escreveu:

Beleza, WaldsonSmile
Uma dica,todas as fotos que aparecer placas de carros,tel,etc, EDITE!
Use algum efeito (no Photo Filtre,Photoshop,etc)para "mascarar"a identificação.
Evitando "contratempos"com direitos de imagens.
 
Abs
Carlos sp 


Obrigado pela dica, Carlos. Tinha me esquecido desse detalhe! Removi a parte "triste" do relato, onde constava o veículo, afinal nem deveria ter fotografado! Wink

Abraços

Waldson

Waldson (Antigão cicloturista)
Nanika = Dobrável Soul D60
http://pneunaestrada.blogspot.com/
Voltar para o topo
Jassa Ver Drop Down
Avatar
Bloqueado

Registrado: 05 Mai 2006
Limeira SP
Desconectado
Pontos: 4037
Mensagens:3974
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Jassa Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 28 Dez 2009 as 13:38
Originalmente Postado por Waldson Waldson Escreveu:


Legal, Jassa!
Lembrei bastante de você, nessa viagem principalmente. Li as suas considerações num tópico onde você dizia que quadros de cromoly e outras tecnologias do passado eram meros saudosismos. Eu já estava propenso a concordar com você, embora tardiamente talvez, mas no meio da viagem quando pensei na facilidade de um rapid-fire, freios v-brake ou a disco, acabei por concordar plenamente. A última vez que eu andei de guidão drop com trocadores de atrito foi na década de 60, quando essas bikes eram comumente chamadas de "bicicletas de corrida". Agora, já beirando os 60, entendi que tem coisas que a gente não pode abrir mão. Gostei do quadro, mas não vou manter o guidão e trocadores. Consequentemente o freio talvez mude para v-brake.

Encontrei por lá um casal que vinha de Descalvado com MTBs, por trilhas também. Disseram que a paisagem é maravilhosa.

Espero voltar para lá, mas de MTB, talvez cortando por Corumbataí. O local é lindo e transmite muita paz. Gostei.

Quando puder, poste a viagem para a gente se deliciar.

Abraços.

Waldson

 
    Toda experiência é válida, até porque, vc mesmo não imaginava que para esta viagem, encontraria estradas de terra e principalmente areião.
 
    Quanto as minhas considerações, talvez muita gente ache exagero ou um preciosismo da minha parte, mas sou muito observador em vários aspectos, gosto de desafios e procuro sempre planejar tudo e obter o maior numero de informações, saber processá-las e criar minhas próprias soluções.
    Prá mim isso tudo é um pouco fácil, pois já corri de speed, MTB e sou mecânico de bikes e já acumulei uns quilometrozinhos de bike nessa minha vida, mesmo aprendendo ainda, me considero afortunado e bem sucedido nas minhas empreitadas.
 
     Com certeza, vc ficou fora da zona de conforto, isso mina demais nossas forças e o passeio passa a ficar meio chato, como no seu caso vc estava sozinho, isso não afeta tanto, o pior é quando estamos com várias pessoas com condicionamentos diferentes e os conflitos são mais evidentes durante a viagem.
 
    Aquela região é famosa pelos areiões e estradões de terra completamente desertos, quando vc procura alguem é aí que não aparece nada e o calor (quando sol), é implacável.
 
    As nossas viagens são feitas de Limeira a Cordeirópolis, aí para Rio Claro, de Rio Claro para Corumbataí, até Analândia.
 
    Descemos a serra por uma longa estrada de terra (um ótimo DownHill !), que na volta se transforma num pesadelo e atravessamos Corumbataí tambem pegando estradas de terra.
 
    Este filme inclusive, tem várias top bikes da época, algumas passagens filmadas de DownHill, um cachorro que avanço na gente em corumbataí e foi atingido por uma maçã e saiu em disparada (essa parte é legal), o pessoal fazendo Rapel no Cuscuzeiro entre outras coisas legais de ver, como pelotão em fila indiana na estrada em ritmo de corrida.
 
    Nesta filmagem, dá prá ver bem o espirito de pedalar da época. Smile
 
    Ainda estou com vontade de fazer uma viagem de Limeira a Patrimônio, próximo de Brotas, atravessando fazendas e canaviais, de cima do Morro Azul, pode-se ver a serra de São Pedro ao fundo, vendo a planície e ela ao fundo, é uma imagem desafiadora que sempre me fascina.
 
 
 
   
Voltar para o topo
Waldson Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 19 Abr 2008
São Paulo - SP
Desconectado
Pontos: 4215
Mensagens:3898
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Waldson Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 28 Dez 2009 as 13:49
Originalmente Postado por Alessandro_sp Alessandro_sp Escreveu:

Puxa, quanto contratempo!

Bom, voltou inteiro e mais sábio. O guidão realmente causa dores nas costas a alguns, ou pescoço a outros (meu caso). Mas isso só após horas de pedal e usando muito o drop, pela posição forçada para poder olhar adiante.

Somente a largura não resolve todos os problemas.

Uma dica que te dou, antes de descartar o guidão de speed, tente pedalar segurando com as mãos na parte reta (como se fosse um flat). Isso porque você colocando um flat não vai mudar nada nesse aspecto (a distância será a mesma), apenas vai tirar algumas opções de pegada (laterais e drops).

Se você perceber que mesmo pegando na parte reta (e portanto com as costas mais eretas) a dor permanece, é muito provável que o tamanho da bike (comprimento) seja exagerado para você.

Calma que nem tudo estará perdido. Você poderá tentar jogar com a distância do selim (avançando um pouco), e com a angulação e comprimento da mesa (encurtando e subindo um pouco). Eu tentaria fazer isso tudo usando o guidão de speed, e tomando como referência as medidas da bike antiga (mede do bico do selim até o guidão, em linha reta, pra ter idéia, e aproveitando tente medir também a diferença de altura entre o topo do selim e o guidão, nas duas bikes).


Fala meu amigo!

Cara, confesso que o lance do guidão me deixou muito irritado! Por várias vezes pensei em colocar uma espécie de arreio (cordinha amarrada ao guidão) de onde eu poderia dirigir sentado, sem me curvar para a frente, hehehe! LOL
Tentei a "pegada" de todas as formas possíveis e imagináveis e não deu certo. Shocked Vou aproveitar o feriado de Ano Novo para fazer algumas comparações com a MTB e ver o que está errado. Wink

Sem exageros, estou com dores no pescoço até agora.

Originalmente Postado por Alessandro_sp Alessandro_sp Escreveu:



Sobre as rodas, é normal após enraiamento ou ajuste recente você ter estralos por alguns quilômetros. Principalmente quando pedala em pé e "ginga" com a bike pros lados. Mas se persistir é sinal de que algo está errado, e se entortar é certeza . Em alguns casos é necessário um ajuste fino após o enraiamento, principalmente no caso de sobrecargas de peso.


É, realmente a roda trazeira começou a galopar um pouco e houve muitos raios soltos, mas creio que basta um bom reaperto e ficará tudo ok. Nesse aspecto náo tenho dúvidas.

Originalmente Postado por Alessandro_sp Alessandro_sp Escreveu:



Agora, o lance da pedrinha na sapata de freio é muito esquisito. Isso eu nunca ouvi falar. MAS, já me aconteceu de usar uma sapata tão vagabunda que tinha limalhas de metal dentro dela, e só fui perceber tirando a roda pra manutenção, o que me permitiu olhar direito a face onde há atrito. Verifique isso, porque não é normal nem "saudável" para a bike.


Esse lance foi muito estranho! As sapatas são Shimano e estão freiando muito bem! Acredito que a pedrinha ao atritar com a lateral do aro removeu parte desse último, de maneira que as limalhas que encontrei foram do próprio aro. Ficou um pequeno buraco na sapata. No feriado vou examinar com uma lupa. Pena que a lateral do aro deixou de ser lizinha como era; ficou meio rústica.

Originalmente Postado por Alessandro_sp Alessandro_sp Escreveu:


Ao menos o câmbio funcionou bem?


Ahahaha! O câmbio funcionou perfeitamente! Clap Aliás, até o traseiro, um TZ, me surpreendeu funcionando perfeitamente.

Acho que agora, fazendo os ajustes necessários a bike vai ficar um tiro!

Mas tudo bem. Como você disse os contratempos servem para nos tornar mais sábios. Valeu o passeio. Só de passar algumas horas naquela paisagem tão bela e tão aconchegante já valeu a pena. Wink
Você já viu jogador de futebol de várzea: Volta do jogo com as canelas todas arrebentadas, xingando, mas no domingo seguinte está lá, jogando novamente. Big smile

Grande abraço!

Waldson


Waldson (Antigão cicloturista)
Nanika = Dobrável Soul D60
http://pneunaestrada.blogspot.com/
Voltar para o topo
Waldson Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 19 Abr 2008
São Paulo - SP
Desconectado
Pontos: 4215
Mensagens:3898
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Waldson Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 28 Dez 2009 as 14:00
Originalmente Postado por Jassa Jassa Escreveu:

 
    Ainda estou com vontade de fazer uma viagem de Limeira a Patrimônio, próximo de Brotas, atravessando fazendas e canaviais, de cima do Morro Azul, pode-se ver a serra de São Pedro ao fundo, vendo a planície e ela ao fundo, é uma imagem desafiadora que sempre me fascina.   


Legal Jassa! Já estive pedalando no Patrimônio o ano passado. Fiz de Brotas até Charqueada passando por lá, represa do Jacaré, Sáo Pedro e finalmente Charqueada. Foi uma delícia. Por cima do Morro deve ser melhor ainda. Wink Gosto muito dessa região.

Abraços.

Waldson

Waldson (Antigão cicloturista)
Nanika = Dobrável Soul D60
http://pneunaestrada.blogspot.com/
Voltar para o topo
Adriano Diniz Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 16 Ago 2004
Campinas - São
Desconectado
Pontos: 6535
Mensagens:6414
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Adriano Diniz Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 28 Dez 2009 as 14:57
Que bacana !  Não vacile , se o drop não foi bem coloque um flat , o importante é seu conforto.
Terra   : SPZ Stump Jumper 29r
Estrada : ? ?
Voltar para o topo
Alessandro_sp Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 20 Out 2005
Itu - SP
Desconectado
Pontos: 9722
Mensagens:8959
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Alessandro_sp Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 28 Dez 2009 as 17:48
Então mede as bikes, Waldson, que com certeza você vai se surpreender. Distância bico do selim ao guidão e diferença de altura entre selim e guidão, nas duas, e compare...

Falo isso porque na minha híbrida, com guidão flat e a mesa original, eu fico numa postura quase igual à da speed, por causa do comprimento do quadro. Vai que você se empenha em trocar guidão e bulir em tudo isso, e o "buraco" é mais embaixo?
Voltar para o topo
Rodney Malho Ver Drop Down
Avatar
Restrito

Registrado: 10 Fev 2006
Jundiai - SP
Desconectado
Pontos: 1250
Mensagens:1226
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Rodney Malho Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 28 Dez 2009 as 19:10
Se eu encontro um tiozinho com capacete e toalha na cabeça eu chuto e falo que é macumba !!!
 
Brincadeira, seu Waldson, lindo o seu passeio. Só o senhor mesmo !
Quanto ao guidão, faça o que o Cepa (Alessandro) mencionou, pois comigo, eu consegui arrumar uma posição mais confortável para pedalar.
Eu puxei o guidão, fazendo com que o apoio do STI (no seu caso freio) subisse um pouco e viesse para trás, bem como empurrei o trilho do banco para frente.
Resultado, consegui uma maneira mais confortável de pedalar.
 
Antes de qualquer nova aquisição tente isso, creio que voce não vai se arrepender.
 
PS.: quando o senhor vem fazer um role de speed conosco ?
Voce podia puxar um passeio com o pessoal do pedal pela Anchieta e caminho do mar, não ?
Voltar para o topo
ericpontes Ver Drop Down
Avatar
Banido

Registrado: 22 Set 2006
Campo Grande MT
Desconectado
Pontos: 2455
Mensagens:2426
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de ericpontes Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 28 Dez 2009 as 20:01
Muito legal o passeio, agora eu não troco minha MTB por nenhuma speed ou híbrida como chamam, só não entendo pq se fala que é híbrida se só é boa pra andar no asfalto, híbrida é minha MTB que encara qualquer terreno, hehe, pra mim conforto em primeiro lugar, pior coisa é pedalar se incomodando com alguma coisa da bike, seu rendimento cai lá em baixo e acontece essas dores indesejáveis, mas legal, o lance é pedalar, abraço!
Voltar para o topo
Waldson Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 19 Abr 2008
São Paulo - SP
Desconectado
Pontos: 4215
Mensagens:3898
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Waldson Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 28 Dez 2009 as 20:02
Originalmente Postado por Alessandro_sp Alessandro_sp Escreveu:

Então mede as bikes, Waldson, que com certeza você vai se surpreender. Distância bico do selim ao guidão e diferença de altura entre selim e guidão, nas duas, e compare...

Falo isso porque na minha híbrida, com guidão flat e a mesa original, eu fico numa postura quase igual à da speed, por causa do comprimento do quadro. Vai que você se empenha em trocar guidão e bulir em tudo isso, e o "buraco" é mais embaixo?
 
É Alessandro, vou fazer isso. Agora eu é que estou curioso para ver o que está pegando!Shocked Nem liguei para o mecânico. Preciso deixar a bike lá para os ajustes e ver se vamos recuperar o aro dianteiro, depois da "lixada", hehehe.
 
Depois posto a minha impressão.
 
Abraços.
 
Waldson
 
Waldson (Antigão cicloturista)
Nanika = Dobrável Soul D60
http://pneunaestrada.blogspot.com/
Voltar para o topo
Waldson Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 19 Abr 2008
São Paulo - SP
Desconectado
Pontos: 4215
Mensagens:3898
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Waldson Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 28 Dez 2009 as 20:04
Originalmente Postado por Adriano Diniz Adriano Diniz Escreveu:

Que bacana !  Não vacile , se o drop não foi bem coloque um flat , o importante é seu conforto.
Falou Adriano! É vamos ver no que vai dar.
 
Abraços
 
Waldson
 
Waldson (Antigão cicloturista)
Nanika = Dobrável Soul D60
http://pneunaestrada.blogspot.com/
Voltar para o topo
Waldson Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 19 Abr 2008
São Paulo - SP
Desconectado
Pontos: 4215
Mensagens:3898
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Waldson Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 28 Dez 2009 as 20:20
Originalmente Postado por Rodney Malho Rodney Malho Escreveu:

Se eu encontro um tiozinho com capacete e toalha na cabeça eu chuto e falo que é macumba !!!
 
Ahahahahaha! Minha filha quando viu a foto quase disse a mesma coisa! LOL
Eu carrego um pano preso ao guidão para enxugar a mão ou outra eventualidade, mas quando ví que minha orelha estava queimando, não deu outra: Criação dos egípcios. Pano molhado em volta da cabeça! Pelo menos refresca os miólos! LOL
 
Originalmente Postado por Rodney Malho Rodney Malho Escreveu:

Brincadeira, seu Waldson, lindo o seu passeio. Só o senhor mesmo !
Quanto ao guidão, faça o que o Cepa (Alessandro) mencionou, pois comigo, eu consegui arrumar uma posição mais confortável para pedalar.
Eu puxei o guidão, fazendo com que o apoio do STI (no seu caso freio) subisse um pouco e viesse para trás, bem como empurrei o trilho do banco para frente.
Resultado, consegui uma maneira mais confortável de pedalar.
 
Antes de qualquer nova aquisição tente isso, creio que voce não vai se arrepender.
 
É vou seguir essas instruções no nosso amigo. Tem alguma coisa errada nisso tudo! A gente acaba descobrindo. Curiosamente, quando estava chegando de viagem á Sampa, ontem de manhã, vi um biker pedalando numa híbrida, de guidão flat, numa boa. Smile
 
Originalmente Postado por Rodney Malho Rodney Malho Escreveu:

PS.: quando o senhor vem fazer um role de speed conosco ?
Voce podia puxar um passeio com o pessoal do pedal pela Anchieta e caminho do mar, não ?
 
Acho que em janeiro a gente vai se encontrar pelas bandas de Itu, não é mesmo?!
Puxar um pedal, quem sou eu?! Eu prefiro ir na retaguarda tentando acompanhar a moçada! Esse passeio pela Anchieta / Caminho do mar, Rodney, creio que ainda precisa se consolidar, você não acha? Depois dos relatos de assaltos aos bikers, sei lá, fiquei meio inseguro. Shocked
 
Abraços.
 
Waldson
 
 
Waldson (Antigão cicloturista)
Nanika = Dobrável Soul D60
http://pneunaestrada.blogspot.com/
Voltar para o topo
Waldson Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 19 Abr 2008
São Paulo - SP
Desconectado
Pontos: 4215
Mensagens:3898
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Waldson Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 28 Dez 2009 as 20:30
Originalmente Postado por ericpontes ericpontes Escreveu:

Muito legal o passeio, agora eu não troco minha MTB por nenhuma speed ou híbrida como chamam, só não entendo pq se fala que é híbrida se só é boa pra andar no asfalto, híbrida é minha MTB que encara qualquer terreno, hehe, pra mim conforto em primeiro lugar, pior coisa é pedalar se incomodando com alguma coisa da bike, seu rendimento cai lá em baixo e acontece essas dores indesejáveis, mas legal, o lance é pedalar, abraço!
 
Obrigado, Eric.
Mas a bike híbrida encara também algumas estradas de terra batida. O problema é areião. Aí, dependendo dos pneus, nem MTB encara.
Certa feita eu pedalei pros lados da serra de Itaqueri, com pneus 2.1 cravudos e mesmo assim, quando pegava uns trechos de areião era difícil. Isso sem peso, só com uma pequena mochila nas costas!
 
Agora, pedalar com dores realmente fica difícil. Foi uma vacilada minha; inexperiência. Um pouco de euforia em querer fazer o passeio de bike "nova". Vivendo e aprendendo. Wink
 
Abraços.
 
Waldson
 
Waldson (Antigão cicloturista)
Nanika = Dobrável Soul D60
http://pneunaestrada.blogspot.com/
Voltar para o topo
Alessandro_sp Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 20 Out 2005
Itu - SP
Desconectado
Pontos: 9722
Mensagens:8959
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Alessandro_sp Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 28 Dez 2009 as 21:10
Quando a distância em areião é muita, o que se faz é baixar bem a pressão dos pneus. Aí pedala-se devagar, porém bem mais rápido do que se faria caminhando. O chato é subir a pressão depois, mas é melhor do que empurrar por vários km...
Voltar para o topo
luciano ramos Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 27 Jan 2004
sao paulo - sp
Desconectado
Pontos: 2680
Mensagens:2636
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de luciano ramos Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 29 Dez 2009 as 00:17
Waldson,
 
Belíssimo passeio de Natal hein???
200km em dois dias tá pedalando muito bem viu??
 
Eu sou meio suspeito para falar, mas na minha humilde opinião, as bikes Tourings não seriam a melhor opção para o cicloturismo no Brasil. Elas são bonitas, rolam bem no asfalto, porém  não são o que os portugueses chamam de BTT (Bicicleta Todo Terreno).
 
O guidão Drop é meio complicado tbm por um motivo que o pessoal acaba esquecendo: A largura! A maior medida de guidão drop é de 460mm, enquanto a maioria dos guidões flat ou rise tem pelo menos 580mm, o que confere no mínimo mais conforto.
 
O negócio é complicado mesmo. A posição das tourings é bem diferente de uma MTB. A MTB foi feita, na maioria dos casos, para subir e descer numa posição confortável, e as speeds foram feitas para subir rápido, mas nem sempre confortávelmente. Por serem derivadas das speeds, as tourings podem ser desconfortáveis para quem está acostumado com as MTBs. As vezes uma alteração na mesa ou no selim pode ajudar, mas não vai subir totalmente com o desconforto.
 
As rodas aro 29" ou 700: Realmente elas tendem a desalinhar com maior frequência, já que os raios são mais compridos. Um pequeno desalinhamento é normal, mas se voltar a estralar ou ficar toda torta, o problema está na raiação. Procure outro mecânico. Sobre colocar muito peso sobre as rodas grandes? Não sei como elas se comportam, por isso optei por uma roda traseira 26", com aros de DH.
 
Mas pode ser que seja apenas questão de acostumar. Afinal, pedalar 200km em baixo desse calor infernal que fez esse fim de semana é de enlouquecer qualquer um !!!
 
 
 
 
Voltar para o topo
Waldson Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 19 Abr 2008
São Paulo - SP
Desconectado
Pontos: 4215
Mensagens:3898
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Waldson Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 29 Dez 2009 as 14:01
Originalmente Postado por luciano ramos luciano ramos Escreveu:

Waldson,
 
Belíssimo passeio de Natal hein???
200km em dois dias tá pedalando muito bem viu??


Obrigado, Luciano. Foi legal mesmo, pois eu tinha muita vontade de conhecer de perto aqueles montes! Pena que foi um "bate-volta".
A minha média estava boa, mas aí apareceram os 15 Km sem acostamento e o areião... foi tudo por água abaixo. Sem contar descer parte da serra a pé, empurrando a bike.
Mas tudo isso faz parte da brincadeira, hehehe!

Originalmente Postado por luciano ramos luciano ramos Escreveu:

Waldson,
Eu sou meio suspeito para falar, mas na minha humilde opinião, as bikes Tourings não seriam a melhor opção para o cicloturismo no Brasil. Elas são bonitas, rolam bem no asfalto, porém  não são o que os portugueses chamam de BTT (Bicicleta Todo Terreno).
 
O guidão Drop é meio complicado tbm por um motivo que o pessoal acaba esquecendo: A largura! A maior medida de guidão drop é de 460mm, enquanto a maioria dos guidões flat ou rise tem pelo menos 580mm, o que confere no mínimo mais conforto.
 
O negócio é complicado mesmo. A posição das tourings é bem diferente de uma MTB. A MTB foi feita, na maioria dos casos, para subir e descer numa posição confortável, e as speeds foram feitas para subir rápido, mas nem sempre confortávelmente. Por serem derivadas das speeds, as tourings podem ser desconfortáveis para quem está acostumado com as MTBs. As vezes uma alteração na mesa ou no selim pode ajudar, mas não vai subir totalmente com o desconforto.
 
As rodas aro 29" ou 700: Realmente elas tendem a desalinhar com maior frequência, já que os raios são mais compridos. Um pequeno desalinhamento é normal, mas se voltar a estralar ou ficar toda torta, o problema está na raiação. Procure outro mecânico. Sobre colocar muito peso sobre as rodas grandes? Não sei como elas se comportam, por isso optei por uma roda traseira 26", com aros de DH.
 
Mas pode ser que seja apenas questão de acostumar. Afinal, pedalar 200km em baixo desse calor infernal que fez esse fim de semana é de enlouquecer qualquer um !!!
 


É, eu achei que o peso aliado ás grandes imperfeições do terreno contribuiram em muito para o galopar e desalinhar da roda traseira, principalmente. A dianteira é só uma questão de reaperto, normal quando se monta uma roda nova.
Nos próximos dias, feriados, vou aproveitar para medir as bikes e tentar ver o que está pegando. Confesso que, mesmo com o otimismo e incentivo do pessoal, estou propenso a trocar o guidão, trocadores e o sistema de freios.
Vamos ver no que vai dar.

Mas de um modo geral, minha "La Belle" está lá inteirona, pronta para pegar a estrada, hehehe! Wink

Grande abraço!

Waldson

Waldson (Antigão cicloturista)
Nanika = Dobrável Soul D60
http://pneunaestrada.blogspot.com/
Voltar para o topo
CesarHP Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 05 Fev 2009
NIterói - RJ
Desconectado
Pontos: 630
Mensagens:613
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de CesarHP Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 29 Dez 2009 as 19:28
Mais um belo passeio, tirando a parte ruim do acidente é claro!

Professor, qual seria o aro utilizado? pois estava justamente comentando em outro tópico que me recomendaram utilizar o vzan flyer com raios inox... desses dois meses que estou me habituando a rodar com a híbrida já levei para ajustar a roda 3x, a última no sábado antes do encontro do domingo e pronto, lá estava ela sambando novamente e isso rodando apenas em asfalto/ciclovias!!!

Quantos kg tinha no bagageiro?

Até.

César


www.bicicloturista.blogspot.com
Caloi Elite 30 - 2013
Caloi Elite Carbon - 2013
Specialized Allez C2 - 2013
Voltar para o topo
claudio_gui Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 03 Abr 2006
niteroi - rj
Desconectado
Pontos: 796
Mensagens:789
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de claudio_gui Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 29 Dez 2009 as 19:54
Fala Waldson, grande guerreiro tu és heim, parabéns, um molenga no seu lugar, tinha abandonado o barco, digo, a bike, Smile.

Quanto ao setup da sua hibrida, aconteceu comigo algo parecido. Tenho uma caloi 10, daquelas da decada de 70, que vira e volta, estou sempre modificando alguma coisa nela, e uma que não deu certo, foi exatamente quando instalei um guidão de speed nela, razão pela qual não deu certo ? toptub longo demais pro meu tamanho, não adiantou selim pra frente, mesa pra trás, sempe quando pegava nos STIs, ficava fora da posição, e não conseguia pedalar por longas horas, aí, a unica solução, foi voltar para o guidão que usava antes, e problema resolvido. O toptub da minha caloi 10 é 56, se não me engano, naquela época, era tamanho único, não sei ao certo, ela é alta também, mas não chega a atrapalhar. Na minha speed, fico muito bem com o toptub 52, pra você ver que 56 pra mim, não dá mesmo, talvez seja esse também o seu caso.

 Instalei um par de rodas 700x38 na minha MTB, só isso, não mudei mais nada, só as rodas mesmo, ficou show, tenho me divertido muito por todo tipo de terreno que tenho pedalado, mas é claro, que " nos areial ", não dá mesmo, hehe.

Grande abraço
superar é avançar por um meio ainda não utilizado
Voltar para o topo
JC Ver Drop Down


Registrado: 07 Ago 2007
-
Desconectado
Pontos: 224
Mensagens:197
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de JC Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 29 Dez 2009 as 21:35
Waldson. Belas paisagens, belas fotos e parabéns pela persistência. Não é facil aguentar até o final com tantas dores e com os problemas mecânicos na bike. Mais uma vez parabéns. Precisa ser macho.
Antes de começarem as dores e o desconforto. Na sua opinião, a sua bike de cicloturismo que também é mais pesada que sua mtb é realmente melhor que sua Mtb? Realmente o aro 700 faz tanta diferença a ponto de compensar a diferença de peso, rende muito mais?
Hoje voce montaria novamente uma de cicloturismo ou montaria uma bela (topo), Mtb preparada para cicloturismo?
Abç.
Voltar para o topo
Waldson Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 19 Abr 2008
São Paulo - SP
Desconectado
Pontos: 4215
Mensagens:3898
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Waldson Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 29 Dez 2009 as 23:07
Originalmente Postado por CesarHP CesarHP Escreveu:

Mais um belo passeio, tirando a parte ruim do acidente é claro!

Professor, qual seria o aro utilizado? pois estava justamente comentando em outro tópico que me recomendaram utilizar o vzan flyer com raios inox... desses dois meses que estou me habituando a rodar com a híbrida já levei para ajustar a roda 3x, a última no sábado antes do encontro do domingo e pronto, lá estava ela sambando novamente e isso rodando apenas em asfalto/ciclovias!!!

Quantos kg tinha no bagageiro?

Até.

César

Cesar, obrigado pelos elogios.
Os aros utilizados são Vzan Speed 700, cubos com 36 furos, raiação de Inox. O cubo traseiro é um Sugino semi-novo, rolamentado, rosca e o dianteiro é um Rodam, rolamentado.
No primeiro teste que fiz, com pouca quilometragem, notei que foi preciso ajustar a roda traseira: começou a bater na sapatilha e fazer aquele barulho chato.
Agora ela está com um galope danado, em razão de raios soltos e outros frouxos.
Vou mandar centrar as rodas novamente e esperar para ver.

No bagageiro calculo uns 15 Kg, mais ou menos. Eu peso 84 Kg.
Na MTB já viajei com muito mais peso e nada ocorreu.
Cheguei em casa pendurei a bike e não toquei mais nela. Agora acho que só em 2010, hehehe. Se for andar nesse feriado uso a MTB, tadinha, tá triste e enciumada. LOL

Valeu Cesar, um grande abraço!

Waldson

Waldson (Antigão cicloturista)
Nanika = Dobrável Soul D60
http://pneunaestrada.blogspot.com/
Voltar para o topo
Waldson Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 19 Abr 2008
São Paulo - SP
Desconectado
Pontos: 4215
Mensagens:3898
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Waldson Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 29 Dez 2009 as 23:25
Originalmente Postado por claudio_gui claudio_gui Escreveu:

Fala Waldson, grande guerreiro tu és heim, parabéns, um molenga no seu lugar, tinha abandonado o barco, digo, a bike, Smile.

Quanto ao setup da sua hibrida, aconteceu comigo algo parecido. Tenho uma caloi 10, daquelas da decada de 70, que vira e volta, estou sempre modificando alguma coisa nela, e uma que não deu certo, foi exatamente quando instalei um guidão de speed nela, razão pela qual não deu certo ? toptub longo demais pro meu tamanho, não adiantou selim pra frente, mesa pra trás, sempe quando pegava nos STIs, ficava fora da posição, e não conseguia pedalar por longas horas, aí, a unica solução, foi voltar para o guidão que usava antes, e problema resolvido. O toptub da minha caloi 10 é 56, se não me engano, naquela época, era tamanho único, não sei ao certo, ela é alta também, mas não chega a atrapalhar. Na minha speed, fico muito bem com o toptub 52, pra você ver que 56 pra mim, não dá mesmo, talvez seja esse também o seu caso.

 Instalei um par de rodas 700x38 na minha MTB, só isso, não mudei mais nada, só as rodas mesmo, ficou show, tenho me divertido muito por todo tipo de terreno que tenho pedalado, mas é claro, que " nos areial ", não dá mesmo, hehe.

Grande abraço


Fala grande e desaparecido amigo! Cadê aqueles belos passeios, os quais enchem os ólhos da gente? Estamos esperando, hein!

Não quero passar a imagem de machão, longe disso, mas que precisei de toda a força Divina precisei. Fiquei com raiva, você acredita?! Com uma mega-range atrás e uma coroa de 24 dentes na frente e mesmo assim descer da bike para empurrar foi triste de ver. Pedalar com dor nem pensar! Dead

Agora no feriado vou para as medições. Se o problema for o quadro, troco ele! Se for o guidão, troco ele! Se forem os dois.......... troco a bike. LOL LOL LOL
Brincadeira, mas vou mesmo ver o que está pegando.

Estou trabalhando - plantão - esta semana. Paro amanhã. Aí vai dar para checar item por item.

O areião foi vacilada minha. Sabia que tinha um trecho pequeno em terra, mas nem lembrei de areião! Embarrassed Vivendo e aprendendo. Wink

Fica na PAZ!

Waldson





Waldson (Antigão cicloturista)
Nanika = Dobrável Soul D60
http://pneunaestrada.blogspot.com/
Voltar para o topo
ricardoxem Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 22 Set 2009
RClaro/S.Carlos
Desconectado
Pontos: 1128
Mensagens:972
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de ricardoxem Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 29 Dez 2009 as 23:30
Olá Waldson,

Mesmo com os incovenientes meus parabéns pela viagem. Mais uma vez fico inspirado nos seus relatos.
Infelizmente não pude te acompanhar devido ao trabalho. Espero que um dia possamos combinar algo aqui pela região.

Realmente havia previsto que não haveria acostamento na estrada para Analândia, após sair da W. Luiz.

O problema dos raios soltos é uma questão normal em aros recém montados. É que eles vão se ajustando conforme você anda. Espero que fique tudo bem com você e a bike, e que não tenha se arrependido de montá-la, afinal ficou uma bela bike.

Mais uma vez parabéns,
Abraço,
Ricardo.
Voltar para o topo
Waldson Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 19 Abr 2008
São Paulo - SP
Desconectado
Pontos: 4215
Mensagens:3898
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Waldson Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 29 Dez 2009 as 23:56
Originalmente Postado por JC JC Escreveu:

Waldson. Belas paisagens, belas fotos e parabéns pela persistência. Não é facil aguentar até o final com tantas dores e com os problemas mecânicos na bike. Mais uma vez parabéns. Precisa ser macho.
Antes de começarem as dores e o desconforto. Na sua opinião, a sua bike de cicloturismo que também é mais pesada que sua mtb é realmente melhor que sua Mtb? Realmente o aro 700 faz tanta diferença a ponto de compensar a diferença de peso, rende muito mais?
Hoje voce montaria novamente uma de cicloturismo ou montaria uma bela (topo), Mtb preparada para cicloturismo?
Abç.


Fala JC! Obrigado meu camarada!

Eu estava era Machu Cado! LOL LOL LOL

Perguntas difíceis de serem respondidas, hein?! Mas, com certeza, serei honesto nas minhas respostas.
Ainda não posso dizer que a Touring é melhor que a MTB, nem vice-versa. Gostei bastante da estabilidade da touring, mas com certeza senti muita falta do rapid-fire e V-brakes da MTB. Fiquei decepcionado com o guidão e seu desconforto, não posso negar. Se eu for avaliar só por esse passeio, com certeza absoluta fico com a MTB. Aliás ela passará por alguns UPs nos próximos meses, com certeza.
Acho necessário mais alguns passeios - agora mais leves e curtos - para uma melhor avaliação.
Hoje eu montaria uma bela (top) MTB preparada para cicloturismo. Isso hoje. Amanhã... ninguém sabe. Wink
Mas, como todos sabem, sou "véio" e teimoso. O mínimo é eu juntar as duas e fazer uma, hehehe! Big smile

Gostei das perguntas, podes crer.

Grande abraço!

Waldson


Waldson (Antigão cicloturista)
Nanika = Dobrável Soul D60
http://pneunaestrada.blogspot.com/
Voltar para o topo
Waldson Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 19 Abr 2008
São Paulo - SP
Desconectado
Pontos: 4215
Mensagens:3898
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Waldson Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 30 Dez 2009 as 00:28
Originalmente Postado por ricardoxem ricardoxem Escreveu:

Olá Waldson,

Mesmo com os incovenientes meus parabéns pela viagem. Mais uma vez fico inspirado nos seus relatos.
Infelizmente não pude te acompanhar devido ao trabalho. Espero que um dia possamos combinar algo aqui pela região.

Realmente havia previsto que não haveria acostamento na estrada para Analândia, após sair da W. Luiz.

O problema dos raios soltos é uma questão normal em aros recém montados. É que eles vão se ajustando conforme você anda. Espero que fique tudo bem com você e a bike, e que não tenha se arrependido de montá-la, afinal ficou uma bela bike.

Mais uma vez parabéns,
Abraço,
Ricardo.


Olá, Ricardo. Com está a recuperação, tudo bem?

Amigo lembrei bastante de você nesse passeio, com certeza! Lembrei até do Posto "meia boca" que você citou, na 127. Foi desativado.

É, realmente a falta de acostamento e o grande movimento de caminhões, aliás, aqueles enormes carregando toras, pesou bastante na chegada a Analândia. Soquei a bike no meio do capim sem dó, ora na mão, ora na contra-mão, onde o estrago seria menor. Lembrei agora que teve até galho seco entrando nos raios da roda dianteira! Acho que as rodas até que se comportaram bem, diante do que foram submetidas.
Foi legal, sempre fui meio aventureiro mesmo, hehehe! Big smile

Acho que marquei bobeira na volta, pois ao invés de voltar pelo mesmo caminho inventei de voltar por Itirapina - São Pedro, muito mais tobogã e longe de qualquer suporte mecânico. No fim, tive que pegar carona com um sobrinho de Charqueada para Piracicaba, pegar o carro e voltar para Charqueada para pegar a bike, pois passei o Natal em Pira.
Em suma, foi tão ruím que já estou pensando em voltar, qualquer dia desses, hehehe. Pelo menos agora vou economizar uns 2 Km de areião, hehehe.

Quando você já estiver em plena forma, podemos marcar um passeio aí na região. Sempre tive vontade de descer por Itirapina e sair em Sabaúna por dentro. Parece que tem uma estradinha legal por lá. Wink

Obrigado pelas dicas, foram utilíssimas!
Grande abraço.

Waldson






Waldson (Antigão cicloturista)
Nanika = Dobrável Soul D60
http://pneunaestrada.blogspot.com/
Voltar para o topo
mazolla Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 18 Jul 2007
São José - SC
Desconectado
Pontos: 565
Mensagens:516
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de mazolla Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 30 Dez 2009 as 19:13
Fala "seo" Waldson,
 
Que aventura impressionante heim!!!
Problemas na bike, calor infernal, sede, e as malditas dores no corpo que matam qualquer bom humor de um cicloturista, mas no final, aquela linda paissagem, o camping rústico, a natureza na porta da sua casa de nylon faz a sensação de dever cumprido ser a melhor possível, passando por cima de todos os problemas.
Parabéns pelo passeio!!!
Um grade abraço e até 2010
Marcelo
 
(se der um tempinho, tente dar uma olhada no Post: "Saideira" 2009- fotos e relatos . Acho que já está na segunda página dos posts do forum)
http://www.pedaladas.com.br

www.twitter.com/pedaladasmtb

Voltar para o topo
Waldson Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 19 Abr 2008
São Paulo - SP
Desconectado
Pontos: 4215
Mensagens:3898
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Waldson Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 30 Dez 2009 as 19:20
Originalmente Postado por mazolla mazolla Escreveu:

Fala "seo" Waldson,
 
Que aventura impressionante heim!!!
Problemas na bike, calor infernal, sede, e as malditas dores no corpo que matam qualquer bom humor de um cicloturista, mas no final, aquela linda paissagem, o camping rústico, a natureza na porta da sua casa de nylon faz a sensação de dever cumprido ser a melhor possível, passando por cima de todos os problemas.
Parabéns pelo passeio!!!
Um grade abraço e até 2010
Marcelo
 
(se der um tempinho, tente dar uma olhada no Post: "Saideira" 2009- fotos e relatos . Acho que já está na segunda página dos posts do forum)


Obrigado, Marcelo!

Eu olhei o Saideira 2009 e até fiz um comentário. Acho que não gravou. Muito legal. Em 2010 novos e deslumbrantes passeios nos esperam. Wink

Inté!

Grande abraço!

Waldson

Waldson (Antigão cicloturista)
Nanika = Dobrável Soul D60
http://pneunaestrada.blogspot.com/
Voltar para o topo
mazolla Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 18 Jul 2007
São José - SC
Desconectado
Pontos: 565
Mensagens:516
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de mazolla Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 31 Dez 2009 as 00:31
Valeu pela visita Waldson, mas uma pena que o comentário não ficou gravado lá no blog. Caso o senhor queira deixar o comentário, pode fazê-lo diretamente no link do post que está em: http://www.pedal.com.br/forum/saideira-2009-fotos-e-relatos_topic15598.html
 
Abraços para o senhor e inté!!!
 
Marcelo
 
P.S.: esqueci de falar que também já precisei da ACED ("assistência ao ciclista esquecido e desamparado").
 
 
 
Originalmente Postado por Waldson Waldson Escreveu:


Obrigado, Marcelo!

Eu olhei o Saideira 2009 e até fiz um comentário. Acho que não gravou. Muito legal. Em 2010 novos e deslumbrantes passeios nos esperam. Wink

Inté!

Grande abraço!

Waldson

http://www.pedaladas.com.br

www.twitter.com/pedaladasmtb

Voltar para o topo
marcos_netto Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 02 Ago 2007
Canoas - RS
Desconectado
Pontos: 6201
Mensagens:5910
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de marcos_netto Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 31 Dez 2009 as 11:06
Que belo passeio Waldson! Lindas fotos! Parabéns!
 
Eu tive a oportunidade de conhecer esse trecho em agosto último, quando fui de carro de São Paulo até S.J. do Rio Preto. Uma pena que eu não pude pedalar por aí... Disapprove
 
Quanto a postura na tua touring, já conversamos lá no outro tópico. Sobe a espiga, encurta e inclina a mesa, e o guidão vai ficar "outra coisa". Muito mais confortável!
Marcos Netto

____________________________________________________________

"The less you think about the bike the more you will enjoy the ride!"

Twitter: (a)marcosnetto
Voltar para o topo
Waldson Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 19 Abr 2008
São Paulo - SP
Desconectado
Pontos: 4215
Mensagens:3898
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Waldson Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 31 Dez 2009 as 13:54
Originalmente Postado por marcos_netto marcos_netto Escreveu:

Que belo passeio Waldson! Lindas fotos! Parabéns!
 
Eu tive a oportunidade de conhecer esse trecho em agosto último, quando fui de carro de São Paulo até S.J. do Rio Preto. Uma pena que eu não pude pedalar por aí... Disapprove
 
Quanto a postura na tua touring, já conversamos lá no outro tópico. Sobe a espiga, encurta e inclina a mesa, e o guidão vai ficar "outra coisa". Muito mais confortável!


Obrigado, Marcos.

Pena mesmo, pois a região é muito bonita. Eu passei a descobrí-la há uns dois ou três anos atrás, embora a frequente desde há muuuiitos anos.

Quanto á bike. É, já tirei algumas medidas e a providência será essa mesmo. Já estamos providenciando as mudanças. Wink

Abraços

Waldson




Editado por Waldson - 31 Dez 2009 as 13:55
Waldson (Antigão cicloturista)
Nanika = Dobrável Soul D60
http://pneunaestrada.blogspot.com/
Voltar para o topo
Leo Palermo Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 21 Dez 2009
Méier
Desconectado
Pontos: 316
Mensagens:313
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Leo Palermo Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 31 Dez 2009 as 17:41

Sr Waldson,

Parabéns pela edição de sua fota-viagem de ciclo-turismo.
A sua narração e a presença das fotos dão vida e nos levam através de seu passeio aos lugares onde o Sr foi.
Agradeço por compartilhar sua experiência.
São por históriass como as suas que tenho vontade de seguir em frente !
Um feliz Ano Novo,
 
Leo
Voltar para o topo
Waldson Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 19 Abr 2008
São Paulo - SP
Desconectado
Pontos: 4215
Mensagens:3898
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Waldson Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 31 Dez 2009 as 18:53
Originalmente Postado por Leo Palermo Leo Palermo Escreveu:

Sr Waldson,

Parabéns pela edição de sua fota-viagem de ciclo-turismo.
A sua narração e a presença das fotos dão vida e nos levam através de seu passeio aos lugares onde o Sr foi.
Agradeço por compartilhar sua experiência.
São por históriass como as suas que tenho vontade de seguir em frente !
Um feliz Ano Novo,
 
Leo


Obrigado, Leo.

Cicloturismo é algo engraçado, sabe. Ás vezes a  gente passa um sufoco danado para atingir um objetivo. O prazer é tão grande que, no dia seguinte, já estamos com vontade de voltar para a estrada, hehehe!
É isso aí. Quando sair a passeio, fotografe e compartilhe conosco suas experiências também. Wink

Feliz Ano Novo também!

Waldson

Waldson (Antigão cicloturista)
Nanika = Dobrável Soul D60
http://pneunaestrada.blogspot.com/
Voltar para o topo
 Responder Responder
  Compartilhar   

PUBLICIDADE

OFERTAS DE PARCEIROS

Bicicleta Scot...

: : : R$ 2999,99 : : :
Bicicleta Sant...

: : : R$ 8999 : : :
Bicicleta Sant...

: : : R$ 15999 : : :
Bicicleta Scot...

: : : R$ 4999,9 : : :
Bicicleta Sant...

: : : R$ 15999 : : :

PUBLICIDADE


Ir para Permissões do Fórum Ver Drop Down