logo_pedal
| + | HOME | ARTIGOS | BIKES | COMUNIDADE | CLASSIFICADOS | FÓRUM | FOTOS | VÍDEOS | NOTÍCIAS | TRILHAS | SERVIÇOS | CONTATO | + |

Fórum Início Fórum Início > Fórum Estrada / Speed / Triathlon / Duathlon > Estrada - Speed / Track / Ciclocross
  Tópicos recentes Tópicos recentes RSS Feed - O ciclismo, a Bolsa e a farsa
   [REGRAS]    Ajuda Ajuda  Procurar no fórum   Registrar Registrar  Entrar Entrar

O ciclismo, a Bolsa e a farsa

 Responder Responder Página  <123
Autor
Mensagem
  Tópico Procurar Tópico Procurar  Opções do Tópico Opções do Tópico
Tchockozzo Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 21 Dez 2010
Caxias do Sul
Desconectado
Pontos: 695
Mensagens:660
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Tchockozzo Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Mar 2011 as 03:21
Originalmente Postado por Fabricio_Antunes Fabricio_Antunes Escreveu:

Originalmente Postado por ViniciusVargas ViniciusVargas Escreveu:

Só digo uma coisa, quantas crianças começaram a jogar futebol por causa do Ronaldo?

Se o lance armstrong tivesse sido pego com um travesti ele seria menos ciclista do que foi?


 
 
Vinicius se vc ler meu post inteiro verá que essa é a minha opinião e acredito que a maioria não concorde...mas não tenho o Ronaldo como exemplo e acho o cara bem escroto mas cada um com seus exemplos de atletas, eu tenho outros.
 
 


Eu discordo, acho que não devemos misturar as coisas.

Publicamente ele sempre foi um exemplo, nunca apareceu fazendo anda que não "devia" fazer. Particularmente, se ele gosta ou não de travesti é problema dele.
Nunca foi provado que o cara se dopou.
Ele ganhou a copa de 2002 praticamente nas costas.

Participou de 4 copas do mundo, foi a 3 finais, ganhou tudo que um cara que joga futebol pode ganhar.

Muitas crianças se inspiraram nele.


Voltar para o topo
phoenix333 Ver Drop Down


Registrado: 24 Mar 2011
Desconectado
Pontos: 20
Mensagens:20
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de phoenix333 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Mar 2011 as 03:22
bom
eu acredito que os tempos de analise do pedido de bolsa deveriam ser menores
e tmb q algumas mudanças sejam feitas
Voltar para o topo
Psylo Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 06 Dez 2008
Brasília - DF
Desconectado
Pontos: 2932
Mensagens:2772
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Psylo Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Mar 2011 as 11:21
Originalmente Postado por Neilson Neilson Escreveu:

Aposentou  para competições não merece receber bolsa.
Se ele continua competindo após dizer estar aposentado em entrevista para todo o Brasil...., sem comentários.
 
Só não estou entendendo esse "grilo" com ele.
Quando se é atleta profissional (que realmente ganha dinheiro com o esporte), há MUITAS cobranças em cima dele. Não só de patrocinadores, mas também dos próprios atletas rivais e de outras pessoas do meio. Nesse caso, quando o Morcegão disse se aposentar, acredito que tenha sido referente às grandes competições e voltas pelo Brasil afora. Acho que ele simplesmente foi decente ao informar que não está mais disposto a competir para um altíssimo patamar da elite no ciclismo a nível nacional
Nesse conceito aí da galera achar um absurdo ele estar ganhando o benefício, quer dizer que eu, um atleta amador, que necessito de apoio para participar de provas no DF e em Goiás, que apresento minhas dificuldades financeiras, não "mereço" essa bolsa? Mesmo preenchendo todos os requisitos legais para tal? Quer dizer que só quando um atleta é "elite e profissinal" ele merece receber?
A questão que vejo aqui é que o pessoal JULGA o atleta, sem tentar ver o lado do cara. 
Eu concordaria com o posicionamento de vocês se ele estivesse num sofá, se coçando sem fazer nada. Mas ele não está. Continua competindo, mas como eu disse, e reforço, num ritmo mais moderado (sem tanta obrigação) do que era antigamente.
Ou em algum lugar que trata desse bolsa atleta existe uma cláusula que diz que o atleta deve participar de renomadas voltas de ciclismo pelo brasil para fazer jus a ela? Eu não vi isso em lugar nenhum....
SRAMANÍACO
Voltar para o topo
Fabricio_Antunes Ver Drop Down


Registrado: 11 Mai 2009
Itu
Desconectado
Pontos: 1037
Mensagens:956
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Fabricio_Antunes Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Mar 2011 as 11:43
Psylo é lógico que um atleta amador não merece o bolsa atleta pois se é amador tem o esporte como hobby e seus rendimentos vem de outra atividade sem ser o ciclismo...e temos que fazer as coisas se tivermos condições...
Voltar para o topo
Fabricio_Antunes Ver Drop Down


Registrado: 11 Mai 2009
Itu
Desconectado
Pontos: 1037
Mensagens:956
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Fabricio_Antunes Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Mar 2011 as 11:51
Druide e Vinicius...agora tenho que gostar do cara pois todos gostam???
 
Eu não curto o cara e pronto...tenho outros exemplos de atletas.
 
 
Voltar para o topo
T.C. Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 08 Abr 2009
Curitiba
Desconectado
Pontos: 14664
Mensagens:11488
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de T.C. Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Mar 2011 as 11:56
Originalmente Postado por Fabricio_Antunes Fabricio_Antunes Escreveu:

Psylo é lógico que um atleta amador não merece o bolsa atleta pois se é amador tem o esporte como hobby e seus rendimentos vem de outra atividade sem ser o ciclismo...e temos que fazer as coisas se tivermos condições...


Nesse caso depende, a maioria pratica por hobby mesmo, mas muitos só são amadores por falta de patrocinadores que viabilizem viver apenas do esporte, e que podem ter um grande potencial para se tornar um grande esportista.
O texto acima contém uma verdade absoluta.
Voltar para o topo
Fabricio_Antunes Ver Drop Down


Registrado: 11 Mai 2009
Itu
Desconectado
Pontos: 1037
Mensagens:956
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Fabricio_Antunes Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Mar 2011 as 12:01
Originalmente Postado por Druide Druide Escreveu:

Originalmente Postado por Fabricio_Antunes Fabricio_Antunes Escreveu:

Psylo é lógico que um atleta amador não merece o bolsa atleta pois se é amador tem o esporte como hobby e seus rendimentos vem de outra atividade sem ser o ciclismo...e temos que fazer as coisas se tivermos condições...


Nesse caso depende, a maioria pratica por hobby mesmo, mas muitos só são amadores por falta de patrocinadores que viabilizem viver apenas do esporte, e que podem ter um grande potencial para se tornar um grande esportista.
 
 
e vc acha que o governo deveria ter mais um monte de funcionários para saber quem merece ou não o bolsa atleta sendo atleta amador???
Voltar para o topo
T.C. Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 08 Abr 2009
Curitiba
Desconectado
Pontos: 14664
Mensagens:11488
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de T.C. Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Mar 2011 as 12:15
Originalmente Postado por Fabricio_Antunes Fabricio_Antunes Escreveu:

e vc acha que o governo deveria ter mais um monte de funcionários para saber quem merece ou não o bolsa atleta sendo atleta amador???


O que menos falta no Governo é gente empregada sem fazer absolutamente nada, muitas vezes nem indo ao trabalho, só recebendo a grana.
O texto acima contém uma verdade absoluta.
Voltar para o topo
Psylo Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 06 Dez 2008
Brasília - DF
Desconectado
Pontos: 2932
Mensagens:2772
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Psylo Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Mar 2011 as 13:13
Originalmente Postado por Druide Druide Escreveu:

Originalmente Postado por Fabricio_Antunes Fabricio_Antunes Escreveu:

Psylo é lógico que um atleta amador não merece o bolsa atleta pois se é amador tem o esporte como hobby e seus rendimentos vem de outra atividade sem ser o ciclismo...e temos que fazer as coisas se tivermos condições...


Nesse caso depende, a maioria pratica por hobby mesmo, mas muitos só são amadores por falta de patrocinadores que viabilizem viver apenas do esporte, e que podem ter um grande potencial para se tornar um grande esportista.
Exatamente esse é o ponto!
Pra mim, atleta profissional é aquele que consegue se manter com o esporte. Nesse ponto, fora do futebol, o BRASIL é formado de atletas amadores.
Observem bem: ser ELITE é diferente de ser PROFISSIONAL. Tenho diversos exemplos de atletas tops que são mecânicos em lojas para poderem se manter.
Querem outro exemplo? Em Goiás há um atleta chamado Miguel "Pitin", no Mountain BIke. Pra mim, ele é a promessa do Mountain Bike nas Olimpíadas aqui no Brasil. Hoje ele está com um excelente patrocínio, e já consegue se manter relativamente bem (leia-se obter peças e um mínimo de estrutura para pedalar, mas longe de estar ganhando dinheiro com o esporte). No início da carreira ele era um AMADOR, ou seja, não corria na categoria elite (já que ele iniciou-se na júnior) nem era PROFISSIONAL, já que não ganhava dinheiro com o esporte. Na minha opinião, então, o benefício do bolsa atleta é extremamente necessário (e válido) para um atleta assim. 
Assim, o benefício vale tanto para atletas que estão ascendendo quando os que estão descendentes na carreira, desde que, ainda sendo atleta (obviamente). 
Estou errado?

P.S.: GALERA, O ASSUNTO É DE EXTREMA RELEVÂNCIA AO ESPORTE. POR ISSO, VAMOS MANTER O FOCO DO TÓPICO. FICAR CULPANDO O GOVERNO PELA FALTA DE POLÍTICAS PÚBLICAS OU FICAR FALANDO QUE FUNCIONÁRIO PÚBLICO NÃO FAZ NADA, NÃO ACRESCENTA EM NADA A DISCUSSÃO. 


Editado por Psylo - 24 Mar 2011 as 13:15
SRAMANÍACO
Voltar para o topo
ARuzik Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 11 Set 2008
Curitiba
Desconectado
Pontos: 1242
Mensagens:1202
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de ARuzik Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Mar 2011 as 14:47
A unica questão a ser levantada é que o cara é PATROCINADO e mesmo assim recebe a bolsa. Isso é ilegal!!!!
" Não possuir qualquer tipo de patrocínio, entendido como tal a percepção de valor  pecuniário, eventual ou permanente." 
Retirado do site do Programa.
Voltar para o topo
Neilson Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 12 Ago 2010
campos /rj
Desconectado
Pontos: 583
Mensagens:531
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Neilson Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Mar 2011 as 15:24
Originalmente Postado por Psylo Psylo Escreveu:

Originalmente Postado por Neilson Neilson Escreveu:

Aposentou  para competições não merece receber bolsa.
Se ele continua competindo após dizer estar aposentado em entrevista para todo o Brasil...., sem comentários.
 
Só não estou entendendo esse "grilo" com ele.
Quando se é atleta profissional (que realmente ganha dinheiro com o esporte), há MUITAS cobranças em cima dele. Não só de patrocinadores, mas também dos próprios atletas rivais e de outras pessoas do meio. Nesse caso, quando o Morcegão disse se aposentar, acredito que tenha sido referente às grandes competições e voltas pelo Brasil afora. Acho que ele simplesmente foi decente ao informar que não está mais disposto a competir para um altíssimo patamar da elite no ciclismo a nível nacional
Nesse conceito aí da galera achar um absurdo ele estar ganhando o benefício, quer dizer que eu, um atleta amador, que necessito de apoio para participar de provas no DF e em Goiás, que apresento minhas dificuldades financeiras, não "mereço" essa bolsa? Mesmo preenchendo todos os requisitos legais para tal? Quer dizer que só quando um atleta é "elite e profissinal" ele merece receber?
A questão que vejo aqui é que o pessoal JULGA o atleta, sem tentar ver o lado do cara. 
Eu concordaria com o posicionamento de vocês se ele estivesse num sofá, se coçando sem fazer nada. Mas ele não está. Continua competindo, mas como eu disse, e reforço, num ritmo mais moderado (sem tanta obrigação) do que era antigamente.
Ou em algum lugar que trata desse bolsa atleta existe uma cláusula que diz que o atleta deve participar de renomadas voltas de ciclismo pelo brasil para fazer jus a ela? Eu não vi isso em lugar nenhum....
Amigão ,nao tenho nada contra ele , somente acredito que ´aposentado ´ significa encerrar,deixar de fazer o ofício de forma profissional, lucrativa, etc . E no caso ele disse em rede nacional, e nao comentou em momento algum sobre continuar competindo.
Estou avaliando a atual situação sobre o que ele disse anteriormente .
Então ,seria mais facil ele dar 1 edit la e dizer que estava se aposentando somente a nível de competições mais fortesConfused(Nacionais ou afora como você disse)
No mais é isso, boa sorte para o Morcegão na sua meia aposentadoria.
Voltar para o topo
Tchockozzo Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 21 Dez 2010
Caxias do Sul
Desconectado
Pontos: 695
Mensagens:660
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Tchockozzo Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Mar 2011 as 16:19
Originalmente Postado por Fabricio_Antunes Fabricio_Antunes Escreveu:

Druide e Vinicius...agora tenho que gostar do cara pois todos gostam???
 
Eu não curto o cara e pronto...tenho outros exemplos de atletas.
 
 


Não precisa gostar, mas tem que respeitar. O cara foi foda e ninguém pode questionar, agora vc gostar dele é outros 500, não to colocando isso em pauta.


Voltar para o topo
sassota Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 30 Mar 2009
São Paulo
Desconectado
Pontos: 10822
Mensagens:9029
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de sassota Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Mar 2011 as 16:41
Originalmente Postado por ARuzik ARuzik Escreveu:

A unica questão a ser levantada é que o cara é PATROCINADO e mesmo assim recebe a bolsa. Isso é ilegal!!!!"Não possuir qualquer tipo de patrocínio, entendido como tal a percepção de valor  pecuniário, eventual ou permanente."Retirado do site do Programa.


Patrocinado pode?
a verdade absoluta é uma só e cada um tem a sua...
Voltar para o topo
fbergo Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 30 Set 2005
Campinas - SP
Desconectado
Pontos: 6032
Mensagens:5629
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de fbergo Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Mar 2011 as 17:32
Originalmente Postado por sassota sassota Escreveu:

Originalmente Postado por ARuzik ARuzik Escreveu:

A unica questão a ser levantada é que o cara é PATROCINADO e mesmo assim recebe a bolsa. Isso é ilegal!!!!"Não possuir qualquer tipo de patrocínio, entendido como tal a percepção de valor  pecuniário, eventual ou permanente."Retirado do site do Programa.


Patrocinado pode?


Não pode ter patrocínio pessoal em dinheiro. Patrocínio pessoal na forma de produtos ou serviços, ou patrocínio em dinheiro para a equipe em que o atleta compete pode.

O atleta também não pode "receber salário pela prática esportiva", mas há diversas formas de burlar isso (caracterizar o salário como ajuda de custo, doação e outras coisas).


Auf wiedersehen.
Voltar para o topo
Fly Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 27 Jan 2009
Içara
Desconectado
Pontos: 4645
Mensagens:4505
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Fly Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Mar 2011 as 17:41


No maldito país do jeitinho.
A lei aqui:

Brastra.gif (4376 bytes)

Presidência da República
Casa Civil
Subchefia para Assuntos Jurídicos

DECRETO Nº 5.342 DE 14 DE JANEIRO DE 2005.


Regulamenta a Lei no 10.891, de 9 de julho de 2004, que institui a Bolsa-Atleta.

        O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, inciso IV, da Constituição, e tendo em vista o disposto na Lei no 10.891, de 9 de julho de 2004,

        DECRETA:

        Art. 1o  A Bolsa-Atleta, instituída pela Lei no 10.891, de 9 de julho de 2004, será implementada pelo Ministério do Esporte que, com base na dotação orçamentária específica, disporá sobre os procedimentos operacionais para a concessão do benefício e distribuição que assegure o atendimento a todas as categorias de beneficiários.

        Art. 2o  São beneficiários da Bolsa-Atleta:

        I - na categoria atleta estudantil, o atleta que tenha participado dos jogos estudantis organizados direta ou indiretamente pelo Ministério do Esporte, no ano anterior ao do pleito, e tenha obtido o primeiro, segundo ou terceiro lugar nas modalidades individuais ou tenha sido selecionado entre os vinte e quatro melhores atletas nas modalidades coletivas;

        II - na categoria atleta nacional, o atleta que tenha conquistado na competição máxima da temporada nacional, no ano anterior ao do pleito, o primeiro, segundo ou terceiro lugar ou esteja em primeira, segunda ou terceira colocação no ranking nacional de sua modalidade;

        III - na categoria atleta internacional, o atleta que tenha integrado a seleção nacional de sua modalidade, no ano anterior ao do pleito, representando o Brasil em campeonatos sul-americanos, pan-americanos, parapan-americanos ou mundiais e obtido a primeira, segunda ou terceira colocação; e

        IV - na categoria atleta olímpico e paraolímpico, o atleta que tenha integrado as delegações brasileiras nos jogos olímpicos ou paraolímpicos imediatamente anteriores ao pleito.

        Art. 3o  A concessão da Bolsa-Atleta, destinada à manutenção pessoal e esportiva do atleta, deverá ser requerida junto ao Ministério do Esporte, mediante preenchimento de formulário próprio, acompanhado dos seguintes documentos:

        I - cópia de documento de identidade e do Cadastro de Pessoa Física do Ministério da Fazenda;

        II - declaração do atleta ou de seu responsável, se menor de dezoito anos, de que:

        a) não possui qualquer tipo de patrocínio, entendido como tal a percepção de valor pecuniário, eventual ou permanente, resultante de contrapartida em propaganda; e

        b) não recebe remuneração a qualquer título;

        III - declaração da entidade de prática desportiva, dispensada no caso de Bolsa-Atleta na categoria estudantil, atestando que o atleta:

        a) está vinculado a ela e se encontra em plena atividade esportiva;

        b) tomou parte em competição esportiva de âmbito nacional ou no exterior, no ano imediatamente anterior àquele em que pleiteia a concessão do benefício; e

        e) participa regularmente de treinamento para futuras competições nacionais ou internacionais;

        IV - declaração da entidade regional e nacional de administração do desporto da respectiva modalidade, dispensada no caso de Bolsa-Atleta na categoria estudantil, atestando que o atleta:

        a) está regularmente inscrito junto a ela;

        b) mantém vínculo com entidade de prática regularmente filiada;

        c) tomou parte em competição esportiva de âmbito nacional ou no exterior, no ano imediatamente anterior àquele em que pleiteia a concessão do benefício; e

        d) participa regularmente de treinamentos para futuras competições nacionais ou internacionais;

        V - tratando-se de pedido de Bolsa-Atleta na categoria estudantil, declaração da instituição de ensino atestando que o atleta:

        a) está regularmente matriculado, com indicação do respectivo curso e nível de estudo;

        b) encontra-se em plena atividade esportiva;

        c) participou, representando a instituição, de jogos estudantis organizados direta ou indiretamente pelo Ministério do Esporte, no ano imediatamente anterior àquele em que pleiteia a concessão do benefício;

        d) participa regularmente de treinamento para futuras competições; e

        e) conta com o aval das entidades regional e nacional de administração do desporto da respectiva modalidade, na forma das declarações por elas firmadas.

        § 1o  Os atletas de reconhecido destaque em modalidades não-olímpicas ou não-paraolímpicas incluem-se dentre os beneficiários da Bolsa-Atleta, desde que preencham os requisitos estabelecidos neste artigo e apresentem indicação das entidades nacionais dirigentes dos respectivos esportes e comprovem, mediante documento oficial, o histórico de seus resultados e situação no ranking nacional ou internacional da respectiva modalidade.

        § 2o  Se não forem preenchidos todos os requisitos previstos no caput deste artigo, o candidato será notificado pelo Ministério do Esporte para, no prazo de trinta dias, complementar a documentação ou as informações, sob pena de indeferimento do pedido.

        Art. 4o  Deferido o pedido, o atleta terá o prazo de trinta dias a contar da notificação para assinatura do termo de adesão junto ao agente operador credenciado, sob pena de perda do direito ao benefício, podendo o prazo ser dilatado por igual período pelo Ministério do Esporte, desde que comprovada a justa causa por meio de atestado emitido pela entidade nacional de administração do desporto respectiva ou instituição de ensino, no caso de categoria atleta estudantil.

        Parágrafo único.  O termo de adesão terá suas cláusulas e condições padronizadas pelo Ministério do Esporte e será firmado por meio do agente operador com o atleta.

        Art. 5o  A bolsa será paga ao beneficiário a partir do mês subseqüente ao da assinatura do termo de adesão pelo beneficiário ou seu responsável legal, no caso de menor de dezoito anos, na forma do art. 4o.

        Parágrafo único.  O benefício será cancelado quando o atleta deixar de satisfazer quaisquer dos requisitos exigidos para sua concessão, diante de condenação por uso de doping e comprovada utilização de documento ou declaração falsos para obtenção do benefício.

        Art. 6o  O Ministério do Esporte manterá em seu endereço eletrônico relação atualizada dos atletas beneficiados com a Bolsa-Atleta, informando, no mínimo, o nome, o tipo da bolsa, a modalidade esportiva e a cidade de residência do atleta.

        Art. 7o  Qualquer interessado poderá impugnar a concessão da Bolsa-Atleta junto ao Ministério do Esporte, mediante requerimento, o qual deverá estar instruído com os elementos comprobatórios ou com os indícios que motivem a impugnação.

        § 1o  Formalizada a impugnação, será instaurado procedimento administrativo para aferir a responsabilidade do atleta, aplicando-se, no que couber, o disposto na Lei no 9.784, de 29 de janeiro de 1999, observado o contraditório e a ampla defesa.

        § 2o  Acolhida a impugnação, será cancelada a Bolsa-Atleta, com ressarcimento à administração dos valores recebidos pelo atleta beneficiado, devidamente corrigidos, no prazo de sessenta dias a partir da data da notificação do devedor.

        Art. 8o  O atleta bolsista deverá apresentar ao Ministério do Esporte prestação de contas até trinta dias após o recebimento da última parcela.

        § 1o  A prestação de contas deverá conter:

        I - declaração própria, ou do responsável se menor de dezoito anos, de que os recursos recebidos a título de Bolsa-Atleta foram utilizados para custear as despesas do atleta beneficiado com sua manutenção pessoal e esportiva;

        II - declaração da respectiva entidade desportiva, ou da instituição de ensino no caso da categoria estudantil, atestando estar o atleta beneficiado em plena atividade esportiva; e

        III - declaração do estabelecimento de ensino atestando a matrícula do atleta beneficiado, para a categoria estudantil e regular aproveitamento escolar.

        § 2o  Caso a prestação de contas não seja apresentada no prazo estabelecido ou, apresentada, não seja aprovada, o benefício não será renovado até que seja regularizada a pendência.

        Art. 9o  A não-aprovação da prestação de contas obrigará o atleta ou seu responsável a restituir os valores recebidos indevidamente, na forma do § 2o do art. 7o.

        Art. 10.  O Ministério do Esporte poderá celebrar acordos e convênios com os Estados, Municípios, Distrito Federal e entidades de administração do desporto, visando à participação dessas unidades na implementação do programa Bolsa-Atleta.

        Art. 11.  Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

        Brasília, 14 de janeiro de 2005; 184o da Independência e 117o da República.

LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA
Agnelo Santos Queiroz Filho

Este texto não substitui o publicado no D.O.U. de 17.1.2005


Existem países de 1º mundo, países de 3º mundo e o Brasil...país de outro mundo!!!
Voltar para o topo
Fabricio_Antunes Ver Drop Down


Registrado: 11 Mai 2009
Itu
Desconectado
Pontos: 1037
Mensagens:956
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Fabricio_Antunes Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Mar 2011 as 18:35
Originalmente Postado por ViniciusVargas ViniciusVargas Escreveu:

Originalmente Postado por Fabricio_Antunes Fabricio_Antunes Escreveu:

Druide e Vinicius...agora tenho que gostar do cara pois todos gostam???
 
Eu não curto o cara e pronto...tenho outros exemplos de atletas.
 
 


Não precisa gostar, mas tem que respeitar. O cara foi foda e ninguém pode questionar, agora vc gostar dele é outros 500, não to colocando isso em pauta.


 
o cara não paga minhas contas vc deve estar louco...respeito quem eu achar que mereça e futebol não é nada para mim assim como o Ronaldo que não respeito nem um pouco acho o cara podre.
Voltar para o topo
Tchockozzo Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 21 Dez 2010
Caxias do Sul
Desconectado
Pontos: 695
Mensagens:660
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Tchockozzo Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Mar 2011 as 18:52
Originalmente Postado por Fabricio_Antunes Fabricio_Antunes Escreveu:

Originalmente Postado por ViniciusVargas ViniciusVargas Escreveu:

Originalmente Postado por Fabricio_Antunes Fabricio_Antunes Escreveu:

Druide e Vinicius...agora tenho que gostar do cara pois todos gostam???
 
Eu não curto o cara e pronto...tenho outros exemplos de atletas.
 
 


Não precisa gostar, mas tem que respeitar. O cara foi foda e ninguém pode questionar, agora vc gostar dele é outros 500, não to colocando isso em pauta.


 
o cara não paga minhas contas vc deve estar louco...respeito quem eu achar que mereça e futebol não é nada para mim assim como o Ronaldo que não respeito nem um pouco acho o cara podre.
 
Primeiro eu não estou louco, nem nunca estive. Seria interessante se você utilizasse vírgulas quando escreve, pois desse jeito fica difícil entender.
Para finalizar eu em nenhum momento faltei com o respeito enquanto escrevi, peço que faça o mesmo.
 


Editado por ViniciusVargas - 24 Mar 2011 as 18:55
Voltar para o topo
Fly Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 27 Jan 2009
Içara
Desconectado
Pontos: 4645
Mensagens:4505
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Fly Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Mar 2011 as 19:20
Dejavu  ???

Confused
Existem países de 1º mundo, países de 3º mundo e o Brasil...país de outro mundo!!!
Voltar para o topo
Fabricio_Antunes Ver Drop Down


Registrado: 11 Mai 2009
Itu
Desconectado
Pontos: 1037
Mensagens:956
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Fabricio_Antunes Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Mar 2011 as 19:43
Originalmente Postado por ViniciusVargas ViniciusVargas Escreveu:

Originalmente Postado por Fabricio_Antunes Fabricio_Antunes Escreveu:

Originalmente Postado por ViniciusVargas ViniciusVargas Escreveu:

Originalmente Postado por Fabricio_Antunes Fabricio_Antunes Escreveu:

Druide e Vinicius...agora tenho que gostar do cara pois todos gostam???
 
Eu não curto o cara e pronto...tenho outros exemplos de atletas.
 
 


Não precisa gostar, mas tem que respeitar. O cara foi foda e ninguém pode questionar, agora vc gostar dele é outros 500, não to colocando isso em pauta.


 
o cara não paga minhas contas vc deve estar louco...respeito quem eu achar que mereça e futebol não é nada para mim assim como o Ronaldo que não respeito nem um pouco acho o cara podre.
 
Primeiro eu não estou louco, nem nunca estive. Seria interessante se você utilizasse vírgulas quando escreve, pois desse jeito fica difícil entender.
Para finalizar eu em nenhum momento faltei com o respeito enquanto escrevi, peço que faça o mesmo.
 
 
por favor me informe onde lhe faltei com respeito??? estou falando do Ronaldo...qto as vírgulas foi mal sou um pouco ruim mesmo na escrita.
agora vou parando por aqui pois o tópico era sobre o Morcegão e estou levando para outro lugar.
Voltar para o topo
T.C. Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 08 Abr 2009
Curitiba
Desconectado
Pontos: 14664
Mensagens:11488
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de T.C. Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Mar 2011 as 19:53
Ronaldo sempre gerando polêmicas aqui no fórum. 
O texto acima contém uma verdade absoluta.
Voltar para o topo
Psylo Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 06 Dez 2008
Brasília - DF
Desconectado
Pontos: 2932
Mensagens:2772
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Psylo Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Mar 2011 as 19:58
Originalmente Postado por Fly Fly Escreveu:



No maldito país do jeitinho.


 
Então, não sei informar sobre "salário" por fora que o Morcegão receba. 
Sei que ele faz parte de uma equipe, mas não sei das ajudas de custos.
Me perdoe a palavra, e sem querer te ofender de forma alguma, mas acho uma hipocrisia chamar de "jeitinho brasileiro" o cara receber um benefício desse. Sem entrar no mérito se são 1000 reais ou um milhão de reais, mas vocês acham mesmo que essa ajuda de custo banca a VIDA de um atleta? Principalmente em se tratando de um esporte com alto valor agregado nos equipamentos?!
Sem os outros apoios necessários (que me parece , essa grana não paga nem o que o cara gasta com a bike por mês, quando se fala em altetas de altíssimo rendimento)....
E outra, já vi muitos atletas recebendo "apoio" de universidades, em que, ganham o curso que fazem para representá-la. Fica a dúvida: e ae? Isso é patrocínio ou não?
Acredito que seja uma questão de interpretação.

SRAMANÍACO
Voltar para o topo
eneas.sp.bike Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 17 Mar 2008
São Paulo - São
Desconectado
Pontos: 552
Mensagens:544
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de eneas.sp.bike Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Mar 2011 as 20:43
Originalmente Postado por Psylo Psylo Escreveu:

Originalmente Postado por Fly Fly Escreveu:



No maldito país do jeitinho.


 
Então, não sei informar sobre "salário" por fora que o Morcegão receba. 
Sei que ele faz parte de uma equipe, mas não sei das ajudas de custos.
Me perdoe a palavra, e sem querer te ofender de forma alguma, mas acho uma hipocrisia chamar de "jeitinho brasileiro" o cara receber um benefício desse. Sem entrar no mérito se são 1000 reais ou um milhão de reais, mas vocês acham mesmo que essa ajuda de custo banca a VIDA de um atleta? Principalmente em se tratando de um esporte com alto valor agregado nos equipamentos?!
Sem os outros apoios necessários (que me parece , essa grana não paga nem o que o cara gasta com a bike por mês, quando se fala em altetas de altíssimo rendimento)....
E outra, já vi muitos atletas recebendo "apoio" de universidades, em que, ganham o curso que fazem para representá-la. Fica a dúvida: e ae? Isso é patrocínio ou não?
Acredito que seja uma questão de interpretação.



Me desculpe, mas PRA MIM, este é mais um motivo pra ele nem ter pedido a tal bolsa...
Deixa pra quem realmente precisa.!!
MINHA OPINIÃOWink
Voltar para o topo
Alessandro_sp Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 20 Out 2005
Itu - SP
Desconectado
Pontos: 9604
Mensagens:8880
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Alessandro_sp Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Mar 2011 as 21:42
Deixando definitivamente de lado o fofômeno e suas preferências sexuais estatísticamente diferenciadas...

Infelizmente, no caso do Morcegão, vamos acabar apenas em suposições a não ser que isso seja devidamente (e formalmente) investigado. O que, convenhamos, não vai acontecer.

Uma coisa eu posso falar. Cheguei a conhecer pessoalmente o Odair Pereira (atleta profissional do MTB) através de um amigo em comum, e posso dizer que em nenhum momento me pareceu que ele levasse uma vida "sossegada" com o que recebia de patrocínio. Muito pelo contrário, me pareceu bastante humilde (sem qualquer demérito). Aliás acredito que o patrocínio dele se resuma a peças e equipamentos, e convenhamos, você não troca isso por comida no supermercado. Então o cara precisa ter um trabalho regulamentar (ou receber um salário decente de uma equipe), e no caso de um trabalho regulamentar, obviamente existe impacto no tempo de treinamento e de descanso, e consequentemente no desempenho em provas... Nesse caso uma bolsa, apesar de minguada, até poderia ajudar um pouco. Sobre o Morcegão, quem pode dizer? Quem sabe das contas dele? Difícil, né...

Editado por Alessandro_sp - 24 Mar 2011 as 21:45
On the outskirts of nowhere / On the ringroad to somewhere / On the verge of indecision / I'll always take the roundabout way
(Marillion - Bitter suite part V - Windswept Thumb)
Voltar para o topo
Paulo Pr Ver Drop Down


Registrado: 25 Abr 2008
Cascavel - Parana
Desconectado
Pontos: 397
Mensagens:358
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Paulo Pr Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Mar 2011 as 21:44
A Lei foi alterada, a partir de agora não tem mais essa proibição de quem recebe salário ou patrocínio.
Segue texto antido, riscado, e o texto novo.
 

Art. 3o Para pleitear a concessão da Bolsa-Atleta, o atleta deverá preencher, cumulativamente, os seguintes requisitos:

I – possuir idade mínima de 14 (quatorze) anos para a obtenção das Bolsas Atleta Nacional, Atleta Internacional e Atleta Olímpico e Paraolímpico, e possuir idade mínima de 12 (doze) anos e máxima de 16 (dezesseis) anos para a obtenção da Bolsa-Atleta Estudantil;

I - possuir idade mínima de 14 (quatorze) anos para a obtenção das Bolsas Atleta Nacional, Atleta Internacional Olímpico e Paraolímpico, e possuir idade mínima de 12 (doze) anos para a obtenção da Bolsa-Atleta Estudantil; (Redação dada pela Lei nº 11.096, de 2005)

I - possuir idade mínima de quatorze anos para a obtenção das Bolsas-Atleta de Base, Nacional, Internacional, Olímpico ou Paraolímpico e Pódio; e possuir idade mínima de quatorze anos e máxima de vinte anos para a obtenção da Bolsa-Atleta Estudantil, até o término das inscrições; (Redação dada pela Medida Provisória nº 502, de 2010)

II – estar vinculado a alguma entidade de prática desportiva;

II - estar vinculado a alguma entidade de prática desportiva, exceto os atletas que pleitearem a Bolsa-Atleta Estudantil; (Redação dada pela Lei nº 11.096, de 2005)

II - estar vinculado a alguma entidade de prática desportiva;  (Redação dada pela Medida Provisória nº 502, de 2010)

III - estar em plena atividade esportiva;

III - estar em plena atividade esportiva; (Redação dada pela Medida Provisória nº 502, de 2010)

IV – não receber qualquer tipo de patrocínio de pessoas jurídicas, públicas ou privadas, entendendo-se por patrocínio todo e qualquer valor pecuniário eventual ou regular diverso do salário;

IV - apresentar declaração sobre valores recebidos a título de patrocínio, de pessoas jurídicas públicas ou privadas, incluindo-se todo e qualquer montante percebido eventual ou regularmente, diverso do salário, assim como qualquer tipo de apoio em troca de vinculação de marca; (Redação dada pela Medida Provisória nº 502, de 2010)

V - não receber salário de entidade de prática desportiva;

V - ter participado de competição esportiva em âmbito nacional ou internacional no ano imediatamente anterior em que tiver sido pleiteada a concessão da Bolsa-Atleta, com exceção da Categoria Atleta Pódio; (Redação dada pela Medida Provisória nº 502, de 2010)

VI - ter participado de competição esportiva em âmbito nacional e/ou no exterior no ano imediatamente anterior àquele em que tiver sido pleiteada a concessão da Bolsa-Atleta; e

VI - estar regularmente matriculado em instituição de ensino pública ou privada, exclusivamente para os atletas que pleitearem a Bolsa-Atleta Estudantil; (Redação dada pela Medida Provisória nº 502, de 2010)

VII – estar regularmente matriculado em instituição de ensino pública ou privada.

VII - estar regularmente matriculado em instituição de ensino pública ou privada, exclusivamente para os atletas que pleitearem a Bolsa-Atleta Estudantil. (Redação dada pela Lei nº 11.096, de 2005)

VII - encaminhar, para aprovação, plano esportivo anual, contendo plano de treinamento, objetivos e metas esportivas para o ano de recebimento do benefício, conforme critérios e modelos a serem estabelecidos pelo Ministério do Esporte; e (Redação dada pela Medida Provisória nº 502, de 2010)

VIII - estar ranqueado na sua respectiva entidade internacional entre os vinte primeiros colocados do mundo em sua modalidade ou prova específica, exclusivamente para atletas da Categoria Atleta Pódio. (Incluído pela Medida Provisória nº 502, de 2010)

I - possuir idade mínima de 14 (quatorze) anos para a obtenção das Bolsas-Atleta de Base, Nacional, Internacional, Olímpico ou Paraolímpico, Pódio, e possuir idade mínima de 14 (quatorze) anos e máxima de 20 (vinte) anos para a obtenção da Bolsa-Atleta Estudantil, até o término das inscrições; (Redação dada pela Lei nº 12.395, de 2011).

II - estar vinculado a alguma entidade de prática desportiva; (Redação dada pela Lei nº 12.395, de 2011).

III - estar em plena atividade esportiva; (Redação dada pela Lei nº 12.395, de 2011).

IV - apresentar declaração sobre valores recebidos a título de patrocínio de pessoas jurídicas públicas ou privadas, incluindo-se todo e qualquer montante percebido eventual ou regularmente, diverso do salário, assim como qualquer tipo de apoio em troca de vinculação de marca; (Redação dada pela Lei nº 12.395, de 2011).

V - ter participado de competição esportiva em âmbito nacional ou internacional no ano imediatamente anterior em que tiver sido pleiteada a concessão da Bolsa-Atleta, com exceção da Categoria Atleta Pódio; (Redação dada pela Lei nº 12.395, de 2011).

VI - estar regularmente matriculado em instituição de ensino pública ou privada, exclusivamente para os atletas que pleitearem a Bolsa-Atleta Estudantil; (Redação dada pela Lei nº 12.395, de 2011).

VII - encaminhar, para aprovação, plano esportivo anual, contendo plano de treinamento, objetivos e metas esportivas para o ano de recebimento do benefício, conforme critérios e modelos a serem estabelecidos pelo Ministério do Esporte;  (Redação dada pela Lei nº 12.395, de 2011).

VIII - estar ranqueado na sua respectiva entidade internacional entre os 20 (vinte) primeiros colocados do mundo em sua modalidade ou prova específica, exclusivamente para atletas da Categoria Atleta Pódio. (Incluído pela Lei nº 12.395, de 2011).

Voltar para o topo
 Responder Responder Página  <123
  Compartilhar   

PUBLICIDADE

OFERTAS DE PARCEIROS

Bicicleta Scot...

: : : R$ 4999,9 : : :
Selim FiziK Ar...

: : : R$ 489 : : :
Bicicleta Scot...

: : : R$ 2999,99 : : :
Selim Selle It...

: : : R$ 319 : : :
Sapatilha Scot...

: : : R$ 399 : : :

Ir para Permissões do Fórum Ver Drop Down